Manchetes dos principais Jornais do Brasil 16-05-2019

Manchete do Jornal Correio Brasiliense de Brasília Distrito Federal:

Ato contra cortes no ensino reúne 6 mil segundo PM e 50 mil segundo alunos. Mais cedo, porém, a Polícia Militar chegou a afirmar que havia pelo menos 15 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios.

Manchete do Jornal O Popular principal Jornal do estado de Goiás:

VIOLÊNCIA. Goiânia terá 80 homens da Força Nacional nas regiões noroeste e oeste. Ministério da Justiça escolhe capital goiana e mais quatro cidades para implantar programa que, entre as medidas, prevê o envio para cá de 80 integrantes do grupo federal.

Manchete do Jornal O Estado de Minas de Minas Gerais:

MP aponta irregularidades em negócios de Flávio Bolsonaro, diz revista. O então deputado estadual lucrou 3 milhões de reais em transações com suspeitas de subfaturamento nas compras e superfaturamento nas vendas. O senador Flávio Bolsonaro defendeu-se por meio de nota divulgada por sua assessoria.

“Não são verdadeiras as informações vazadas acerca de meu patrimônio”, afirmou, no texto. “Continuo sendo vítima de seguidos e constantes vazamentos de informações contidas em processo que está em segredo de justiça. “Sempre declarei todo meu patrimônio à Receita Federal e tudo é compatível com a minha renda.”, prosseguiu.

“Tenho meu passado limpo e jamais cometi qualquer irregularidade em minha vida. Tudo será provado em momento oportuno dentro do processo legal.

Manchete do Jornal Correio do Estado de Campo Grande Mato Grosso do Sul:

TRANSPORTE COLETIVO. Prazo para renovar frota termina amanhã e Consórcio pode ser multado. Agereg não prorrogará prazo e multa é de R$ 2,7 milhões.

Manchete do Jornal O Dia do Rio de Janeiro:

MILHARES NAS RUAS PELA EDUCAÇÃO. Após reunir 250 mil, ato tem confusão e ônibus queimado. Pequeno grupo pichou Panteão de Caxias e ateou fogo em coletivo.

Manchete do Jornal O Estado de São Paulo:

MOBILIZAÇÃO. Protestos de rua contra cortes na Educação elevam desgaste do governo. Primeiras manifestações contra o Planalto ocorreram em pelo menos 250 cidades. E Mais: MP vê indícios de lavagem de dinheiro em imóveis de Flávio Bolsonaro.

Manchete do Jornal Zero Hora de Porto Alegre Rio Grande do Sul:

TRANSPORTE PÚBLICO. Em quatro meses, empresas de ônibus de Porto Alegre receberam quase mil notificações por descumprimento de horários. Carris é a que recebeu mais avisos: 434 no período.

Manchete do Jornal Diário Catarinense de Florianópolis:

MOBILIZAÇÃO. Protestos contra cortes na educação reúnem milhares em Santa Catarina. Estudantes e professores foram às ruas em pelo menos 11 cidades do Estado nesta quarta-feira.

Manchete do Jornal Folha de Londrina: 

Nos EUA, Bolsonaro chama manifestantes de ‘idiotas úteis’. O presidente Jair Bolsonaro chamou de “idiotas úteis” e “massa de manobra” manifestantes que organizam nesta quarta-feira, 15, uma série de protestos contra os cortes do governo na educação básica e no ensino superior. O presidente classificou os protestos como algo “natural” e disse que “a maioria ali (na manifestação) é militante”.

Manchete do Jornal Gazeta do Povo de Curitiba em sua versão online:

Ratinho Junior copia Bolsonaro e anuncia retenção de verbas de universidades estaduais. No mesmo dia em que as principais capitais do país registraram protestos contra o corte de recursos para universidades federais, o governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) anunciou que vai tomar medidas semelhantes em relação às instituições estaduais.

A Gazeta do Povo apurou com reitores que o contingenciamento de recursos já começou e que pode prejudicar atividades já no início do próximo semestre. Por enquanto, o assunto estava sendo tratado internamente, na expectativa de uma reversão, mas alguns já alertam que poderiam ter dificuldades de pagar as contas a partir de julho ou agosto.

Manchete do Jornal Tribuna do Paraná de Curitiba:

EDUCAÇÃO. Estudantes voltam às ruas e param trânsito no Centro contra cortes de Bolsonaro. No protesto da noite a presença dos estudantes, diretamente impactados pela redução das verbas, foi ainda maior. Além de estudantes da Universidade Federal do Paraná (UFPR), participaram alunos da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e o Instituto Federal do Paraná (IFPR).

A concentração aconteceu na Praça Santos Andrade. Por volta das 18h o local estava tomado pelos manifestantes, deixando o trânsito complicado, especialmente pelo horário de pico. Os estudantes sairam em caminhada pela Rua Alfredo Bufren, com destino à Reitoria da (UFPR), algumas quadras dali. Lá, um ato foi organizado para marcar o protesto.

Manchete do Jornal Folha do Litoral News de Paranaguá:

Doador de medula de Paranaguá ajudará paciente na Suíça. Segundo Hemepar, morador em Paranaguá foi convocado e fará conjunto de exames que encaminhará doação de medula óssea a paciente suiço.

“Todas as pessoas que fazem a doação de sangue são convidadas também a serem doadoras de medula óssea”, explica o diretor da 1.ª RS, José de Abreu, a doação de medula é um serviço de extrema importância que pode ser viabilizado através do Hemepar de Paranaguá.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *