Missa Especial do Dia do Trabalhador acontecerá no dia 1º de maio no Santuário do Rocio

A missa será presidida pelo reitor do Santuário do Rocio, Pe. Dirson Gonçalves, uma celebração especial onde muitas bênçãos e graças serão derramadas pela Padroeira do Estado do Paraná, Nossa Senhora do Rocio a todos os presentes.

Dia 1º de maio é dia do trabalhador e para abençoar a todos Pe. Dirson Gonçalves e Pe. Roberto convidam a todos os comerciantes, vendedores, professores, portuários, servidores públicos, radialistas, todos os trabalhadores da cidade de Paranaguá, para estar participando nesta próxima quarta-feira, no Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio da Missa Especial de Benção aos Trabalhadores.

A missa será presidida pelo reitor do Santuário do Rocio, Pe. Dirson Gonçalves às 19h, uma celebração especial onde muitas bênçãos e graças serão derramadas pela Padroeira do Estado do Paraná, Nossa Senhora do Rocio a todos os presentes.

Portanto não perca, participe! Será nesta próxima quarta-feira, dia 1º de maio às 19h no Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio. Venha e traga toda sua família.

Soube dessa? Nova Fibra abre em maio espaço exclusivo de atendimento e garante internet sem oscilação de sinal na Ilha dos Valadares

Porque existe o Dia do Trabalhador?

A primeira manifestação dos trabalhadores ocorreu em Chicago nos Estados Unidos em 1886, onde a reivindicação era sobre a redução da jornada de trabalho para oito horas.

Este dia ficou marcado em razão da greve geral que aconteceu em todo o país, milhares de pessoas foram às ruas protestar a favor dos seus direitos e os protestos seguiram nos dias 3 e 4 de maio. Diversos conflitos entre os manifestantes e policiais aconteceram, o que levou a morte de 12 manifestantes.

Em Paris, manifestações programadas pela segunda Internacional Socialista também ocorreram para que os trabalhadores conseguissem seu direito de trabalho de oito horas diárias. Sendo assim, dia 1º de maio foi escolhido como uma forma de homenagear aqueles que morreram nos protestos em Chicago. Claro que na França não foi diferente, ao menos 10 manifestantes morreram durante a celebração das manifestações após cessarem os protestos.

Fique ligado: Polícia prende quatro bandidos e resgata caminhoneiro sequestrado em Paranaguá

Segundo o site Universia, as mortes registradas na França fizeram com que a data se espalhasse. Logo, Bruxelas, na Bélgica, aderiu ao protesto. Em 1920, a União Soviética o adota como feriado nacional. Portugal também voltou a celebrar a data em 1974 – anteriormente, durante a ditadura do Estado Novo, era proibida a comemoração do Dia do Trabalhador.

No Brasil, o Dia do Trabalhador veio junto com a chegada dos imigrantes europeus. Em 1917, uma greve geral acontece, fazendo com que data ganhasse relevância no país. Em 1925, o então presidente, Artur Bernardes, a declara feriado nacional. No entanto, a data já era celebrada desde 1895.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *