Câmara de Paranaguá aprova moção de apoio ao bairro do Rocio

Documento reforça junto ao governo do estado e APPA necessidades de melhor estrutura e segurança / Rádio Difusora Mais FM

A Câmara de Paranaguá aprovou por unanimidade moção de apoio de autoria do Vereador Marquinhos Roque (PODEMOS) em favor do Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio em busca de obras de infraestrutura e que tragam mais segurança ao bairro junto ao governo do estado e administração dos portos de Paranaguá e Antonina (APPA).

Além de obras previstas para ampliação do cais do porto e a futura instalação de terminais portuários para atender a expansão de empresas instaladas no bairro do Rocio, aumenta a já expressiva movimentação de caminhões na região com o período de safra.

Com isso, toda a região sofrerá impactos. Outro ponto a ser analisado é a presença de terminais de produtos inflamáveis no entorno do bairro.

Como o bairro abriga o Santuário Estadual e recebe anualmente milhares de fiéis devotos de Nossa Senhora do Rocio, Padroeira do Paraná, é urgente que porto e executivo estadual busquem soluções conjuntas para permitir, ao mesmo tempo, o avanço do porto e do turismo religioso.

Prever eventuais acidentes ou vazamento de produtos tóxicos e inflamáveis, armazenados e operados em futuras instalações no bairro também são preocupações dos vereadores, que querem a elaboração de planos de contingência em parceria com a comunidade.

A Moção será encaminhada o Governo do Paraná e à Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (APPA).

O espaço ocupado pelo templo e seu entorno já é protegido pela Lei Complementar nº 62/2007 – que institui o zoneamento de uso e ocupação do solo em Paranaguá e trata sobre a Proteção Especial ao Santuário do Rocio.

Documento reforça junto ao governo do estado e APPA necessidades de melhor estrutura e segurança / Rádio Difusora Mais FM

Entre as obras mais importantes estão um acesso alternativo aos visitantes do Santuário, melhorias na pavimentação das ruas do entorno e revitalização das praças e áreas de convivência.

As benfeitorias podem ser definidas através de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) ao mesmo tempo em que forem executadas obras de ampliação do cais.

O Santuário do Rocio é um patrimônio religioso do Estado do Paraná. A Igreja foi erguida na segunda metade do século XVII e a Virgem do Rocio é reverenciada e visitada por fiéis de todo o País.

O turismo religioso gera emprego e renda para muitas famílias parnanguaras. Eventuais debates sobre o assunto poderão ser realizados na Câmara, que o colocou o plenário à disposição.

A Moção aprovada pela Câmara dá apoio irrestrito a todas as iniciativas que visem melhorias estruturais, melhores condições de segurança aos moradores do Rocio e bairros vizinhos, turistas e fiéis.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *