admin

Cuidado: Má utilização dos fogos de artifício podem causar lesões irreversíveis

O Paraná é o sétimo estado brasileiro com maior número de internações causadas por acidentes com fogos de artifício.

Foto: reprodução internet.

O dado consta do levantamento feito pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), em parceria com as Sociedades Brasileiras de Cirurgia de Mão (SBCM) e de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), divulgado em junho. A pesquisa analisou as informações do Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS) dos últimos 10 anos. Segundo o estudo, entre 2008 e 2017, o Paraná registrou 179 internamentos causados por fogos de artifício, ficando na sétima posição entre os estados brasileiros. Em todo o país, foram 5.063 no período.

Como alerta o secretário de Estado da Saúde, Antônio Carlos Nardi, a preocupação é que o número de acidentes aumentem devido ao período de festas juninas e julinas e também da Copa do Mundo de Futebol.

Riscos

Quando usados de forma inadequada, os fogos de artifício podem causar sérias lesões. Além do risco de queimaduras graves, especialmente na área da face, pescoço e membros superiores, outro problema comum são os traumas, principalmente nas mãos, como explica a médica do departamento de Urgência e Emergência da Secretaria de Estado da Saúde, Beatriz Monteiro.

Ela ressalta que os danos podem ser severos, incluindo mutilações irreversíveis, como a perda dos dedos ou da mão. “São lesões muito graves e que normalmente deixam sequelas ou podem até causar a morte da vítima. Por isso é necessário ter cuidado”, diz Beatriz.,

Foto: reprodução internet.

De acordo com os dados da pesquisa do CFM, SBCM e SBOT, homens são a maioria das vítimas. Dos 5.063 internamentos registrados no país nos últimos 10 anos, 83% envolve vítimas masculinas. Mulheres são responsáveis por 17% dos internamentos. Outro dado preocupante é o número de internamentos de crianças e adolescentes, que chegou a 39% dos casos no período.

Emergência

Em casos de acidentes com fogos de artifício, a conduta correta é procurar atendimento médico especializado. Dependendo da gravidade, os serviços de emergência (SAMU – 192 e SIATE – 193) devem ser acionados imediatamente para socorrer a vítima no local da ocorrência.

Foto: reprodução internet.

Dicas para usar fogos de artifício com mais segurança

– Compre fogos de artifício apenas em lojas credenciadas

– Não guarde fogos em casa

– Siga sempre as orientações e normas de segurança indicadas no rótulo do produto

– Não manipule fogos sob efeito de álcool, drogas ou medicamentos

– Evite o acesso de crianças aos fogos

– Se um fogo de artifício falhar, não tente reacendê-lo

– Não solte fogos em locais fechados, ou próximo de árvores, fiações elétricas ou produtos inflamáveis

– Para disparar os fogos, prefira usar extensores ou bases fixas

– Mantenha sempre água ou um extintor próximo caso seja necessário

Compartilhar:

Atenção: Abriam 28 novas vagas de emprego em Paranaguá

Interessados devem comparecer ao SINE com seus documentos pessoais

Foto: Prefeitura de Paranaguá.

A Prefeitura de Paranaguá através da Secretaria Municipal de Trabalho, Comércio, Indústria e Assuntos Sindicais – SEMTRA – junto ao Sistema Nacional de Emprego (SINE) e Agência do Trabalhador, está disponibilizando 28 vagas de emprego na cidade, atendendo exigências exclusivamente realizadas pelas empresas do munícipio para preenchimento dos postos de trabalho.
A Agência do Trabalhador funciona das 8h às 15h e fica aberta todos os dias úteis. Os interessados nas vagas devem comparecer ao SINE munidos de RG, CPF, carteira de trabalho e comprovante de residência. O espaço fica localizado na rua Faria Sobrinho, nº 799, no centro de Paranaguá. O telefone é (41) 3422-3233.

VAGAS 03.07.18

1 VG. ASSISTENTE ADMINISTRATIVO (4556651/ 411010/ N)
SUPERIOR CURSANDO EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS, CIÊNCIAS CONTÁBEIS, ADMINISTRAÇÃO/ EXP. 3 EM CARTEIRA COM NOTAS FISCAIS E INSUMOS AGRICOLAS/ CNH:B

1 VG. AUXILIAR DE COZINHA (4555740/ 513505/ A)
EXP. 3 MESES EM CARTEIRA

3 VGS. ASSISTENTE FISCAL (4555773/ 252210/ N)
MÉDIO COMPLETO/ EXP. 3 EM CARTEIRA

1 VG. DOMÉSTICA (4555815/ 512105/ A)
EXP. 3 MESES/ SUPERVISIONAR CRIANÇA

1 VG. VENDEDOR INTERNO (4554347/ 521110/ O)
MÉDIO COMPLETO/ CNH: C

1 VG. VENDEDOR EXTERNO (4554185/ 524105/ N)
FUNDAMENTAL COMPLETO/ EXP. 6 MESES COM VENDAS EXTERNAS NA AREA DE ALIMENTAÇÃO/ TER DISPONIBILIDADE DE HORÁRIO

1 VG. COZINHEIRO (4554055/ 513205/ N)
EXP. 6 MESES EM CARTEIRA

1 VG. OPERADOR DE EMPILHADEIRA (4556566/ 782220/ O)
MÉDIO COMPLETO/ EXP. 3 MESES EM CARTEIRA COM CONTAINERES/ CNH/ COM CURSO

1 VG. VENDEDOR EXTERNO (4548749/ 524105/ O)
MÉDIO COMPLETO/ EXP. 3 MESES EM CARTEIRA/ CNH:A

1 VG. AUXILIAR COZINHA (4555868/ 513505/ N)
EXP. 6 MESES EM CARTEIRA/ QUERER TRABALHAR EM ALEXANDRA

5 VGS. MARCENEIRO (4548910/ 771105/ O)
MÉDIO COMPLETO/ EXP. 3 MESES/ CNH:B

1 VG. CONSULTOR DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO (4547913/ 212405/ O)
SUPERIOR CURSANDO EM TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

2 VGS. ASSISTENTE DE LABORATÓRIO (4547772/ 818105/ N)
MÉDIO COMPLETO/ EXP. 3 MESES EM CARTEIRA

1 VG. TÉCNICO MANUTENÇÃO (4554534/ 300305/ N)
TÉCNICO EM ELETROMECANICA/ EXP. 3 MESES EM CARTEIRA

1 VG. CUIDADOR DE IDOSOS (4547120/ 516210/ N)
CURSO DE CUIDADOR/ EXP. 6 MESES EM CARTEIRA

1 VG. CHURRASQUEIRO/ CHAPEIRO (4554426/ 513605/ N)
EXP. 6 MESES EM CARTEIRA

VAGAS PARA PCD (PESSOAS COM DEFICIÊNCIA)

1 VG. VENDEDOR (4552347/ 521110/ N)
MÉDIO COMPLETO

1 VG. OFICIAL DE COZINHA (4544659/ 513505/ N)
FUNDAMENTAL COMPLETO

1 VG. OPERADOR DE CAIXA (4545784/ 421125/ N)
MÉDIO COMPLETO

1 VG. EMPACOTADOR (4545788/ 784105/ N)
MÉDIO COMPLETO

1 VG. REPOSITOR (4545681/ 521125/ N)
MÉDIO COMPLETO

Fonte: Prefeitura Municipal de Paranaguá

Compartilhar:

Remédio desacelerador contra Mal de Parkinson está em fase experimental

Os resultados do estudo foram pulicados na revista científica digital Nature Medique.

Foto: reprodução internet.

O Mal de Parkinson é um transtorno neurodegererativo que afeta o sistema nervoso de maneira crônica e progressiva. Segundo a Fundação Contra o Parkinson, esta doença afeta aproximadamente 1 milhão de pessoas nos Estados Unidos.

Um grupo de pesquisadores da Universidade de Johns Hopkins (Baltimores, nos Estados Unidos), conseguiu diminuir a velocidade da progressão e os sintomas do Mal de Parkinson, isso somente foi possível através da experiência de cultivos celulares do cérebro humano e um pré-modelo do mal de Parkinson. Quando testados em ratos o medicamento protege de uma maneira espetacular, as células do sistema nervoso que são o alvo da doença.

A medida que os testes forem sendo bem sucedidos, o NLY01, seria um dos primeiros tratamentos farmacológico e a ação do remédio não só serviria para melhorar a rigidez muscular, os tremores e a demência, além de outros sintomas do Parkinson, como também a progressão da doença.

A Universidade Johns Hopkins, ainda informou que o NLY01 atua de uma forma parecida aos medicamentos compostos usados para aumentar os níveis de glicemia das pessoas que sofrem de diabetes.

Depois de realizar uma série de procedimentos, os pesquisadores notaram que o cérebro dos ratos tratados com o fármaco NLY01, apresentavam poucas características neurodegenerativas do Parkinson, sendo assim, os testes clínicos da droga deve iniciar ainda este ano.

 

Compartilhar:

Após o desaparecimento quanto tempo é necessário esperar para acionar as autoridades?

Ao contrário do que muita gente pensa, não é preciso aguardar 24 horas para registrar o desaparecimento

Foto: pinterest.

 

Os filmes nos mostram muitas vezes, que para acionar as autoridades após o desaparecimento de alguém é necessário esperar 24 horas, mas o recomendado, inclusive, é que a ocorrência seja registrada nas primeiras horas da ausência. Isso tende a facilitar a localização pelos investigadores.

Apesar do alto número de registros, a polícia não tem como dizer exatamente quantas pessoas estão desaparecidas de fato, porque a maioria dos casos é resolvida. Em 90% dos casos, essas pessoas são encontradas. Mas as famílias não avisam à polícia quando os parentes são encontrados.

 

Idosos e adolescentes

 

Em relação aos idosos, é preciso ter mais cuidados quando a pessoa sofre com déficit de memória. “É importante deixar um objeto com eles que os identifiquem. Ou uma carteirinha ou uma pulseirinha de aço, com os dados. Porque muitos se perdem no caminho da padaria. Chegam muitos casos de idosos com Mal de Alzheimer que se perdem”, conta.

No caso dos adolescentes, ela avisa que é importante observar as amizades. “Essas pessoas é que influenciam o jovem a sair de casa. O que a gente mais fala é: converse com seus filhos, veja com quem ele está conversando na internet. Observe se está mais agressivo, se está usando drogas”, orienta.

Compartilhar:

Ex-senador Osmar Dias destaca a importância do porto em sua proposta de governo

Osmar Dias esteve visitando a Cidade de Paranaguá para falar mais a respeito da sua pré-candidatura ao governo do estado e projetos.

Aperfeiçoamento dos produtores rurais, mudança na política do estado, melhoramento de rodovias rurais, investimentos portuários e fim dos loteamentos à deputados, foram algumas das propostas de governo feita pelo Pré-candidato ao Governo do Estado Osmar Dias, que é engenheiro agrônomo, ex-professor universitário. Em sua vida pública, exerceu dois mandatos como Senador da República, eleito em 1994 e em reeleito 2002. No Senado, presidiu a “Comissão de Assuntos Sociais” e a “Comissão de Educação”, além de ser líder do PDT e vice-líder do governo.

Pré-candidato a Governo do Estado e Ex-senador, Osmar Dias.

“É uma alegria estar aqui na cidade onde o Paraná nasceu e é a cidade que contribui para o desenvolvimento do paraná inteiro.” Destaca Osmar Dias.

Ainda segundo Dias, o Porto com toda a sua produção agrícola e industrial, permite que seja feito o repasse dos insumos, por isso Paranaguá é a cidade mais importante para a economia do estado. Com a vinda do pré-candidato a cidade, será possível, na medida em que Osmar conversar com a população, poderá analisar quais são os principais problemas para que possam, possivelmente, solucionados.

Dias afirma que a população do estado e as lideranças devem definir o que querem: “Devem escolher se querem continuar com o estilo de governo que já está instalado no estado ou se querem mudar, romper esse governo, eu, Osmar Dias, estou propondo isso.” O pré-candidato deseja acabar com a facilidade em que possuem os cargos, acabar com os loteamentos que existem no estado, onde encontramos vários pedacinhos divididos para cada deputado e a distribuição de cargos e secretarias por partidos e ainda enfatiza: “Eu não vou praticar essa política, pois a mesma é responsável pela ineficiência do estado e também, daremos início aos processos de corrupção presentes no estado.”

Pré-candidato a Governo do Estado e Ex-senador, Osmar Dias.

Em seu governo, fará investimentos para o melhoramento de rodovias rurais, levará mais profissionalização aos produtores rurais. Dias destaca, que devemos usar todo o potencial existente nas nossas universidades, para formar ótimos profissionais, rurais e aqueles que trabalham em zonas urbanas.

“Estou a oito anos fora da política, poderia continuar a ser um produtor rural como eu estava sendo, mas não consigo deixar meu estado desse jeito que está, quero que as pessoas que querem mudanças me acompanhe, caminhe junto comigo. O nosso estado está em uma situação que eu jamais achei que chegaria.” Disse Osmar Dias.

Compartilhar:

Você sabia que você tem direito de exigir pelo SUS métodos contraceptivos? Veja quais são

Além disso, é possível fazer vasectomia e laqueadura, se o homem e ou a mulher tiver mais de 25 anos ou dois filhos.

Não tem só camisinha e pílula nas unidades de atenção básica do SUS. Oito métodos de contracepção devem estar disponíveis gratuitamente.

O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece, em tese, oito tipos de contraceptivos, entre os quais o Dispositivo Intrauterino de cobre (DIU de cobre), a camisinha masculina e feminina, e o anticoncepcional injetável ou em pílula. O Ministério da Saúde diz que, se as unidades de atendimento básico não disponibilizarem o método procurado – entre os que são ofertados pelo SUS -, o paciente deve cobrar informações das secretarias ou conselhos municipais de Saúde. Isso pode ser feito por meio de ouvidorias.

Ginecologistas com experiência na rede pública também sugerem que as pessoas reportem o problema no Disque Saúde (discando 136) – serviço de atendimento à população do Ministério da Saúde.

Outra possibilidade é recorrer ao Ministério Público. O promotor de Justiça de Minas Gerais, Márcio Ayala, explica que, se os moradores verificarem a ausência dos contraceptivos nas unidades de atenção básica, eles podem procurar a promotoria da cidade e reportar o problema.

Isso pode ser feito pessoalmente na sede da promotoria, nos horários de atendimento ao público, ou por meio das ouvidorias – o telefone é normalmente disponibilizado no site da promotoria de cada município.

Saiba o que faz parte do “cardápio” de contraceptivos do SUS.

Anticoncepcional oral ‘combinado’:

A pílula é o contraceptivo mais utilizado pelas mulheres brasileiras. Contém dois hormônios produzidos pelos ovários – o estrogênio e a progesterona -, e funciona inibindo a ovulação.

O método tem eficácia em 99,7% dos casos, mas isso quando se considera o uso “perfeito”, ou seja, quando o medicamento é tomado todos os dias corretamente. Mas esquecimentos são comuns e aí a proteção cai significativamente – para em torno de 91%.

A eficácia também pode ser comprometida se a mulher tiver diarreias intensas e vômitos.

Não há evidência científica de que os antibióticos reduzam a eficácia da pílula, segundo a Dr. Renata Reis. Mas, na dúvida sobre se o medicamento que você vai tomar pode ter algum efeito na eficácia do anticoncepcional, verifique isso com o médico que prescreveu e leia a bula.

Minipílula

Essa pílula anticoncepcional só possui um tipo de hormônio, a progesterona. Por isso, segundo Carolina Sales Vieira, ela não aumenta o risco de trombose.

Embora também atue inibindo a ovulação, a eficácia é menor que a pílula anticoncepcional combinada, por isso só costuma ser indicada durante o período de amamentação.

Ela deve começar a ser tomada na sexta semana após o parto, para que não haja qualquer interferência na fase inicial de produção de leite. Após este período, a minipílula não interfere na amamentação.

E por possuir quantidade pequena de hormônio, é ainda mais importante observar a regra de tomar todos os dias, no mesmo horário. Um simples atraso de mais de três horas no horário de tomar já reduz a eficácia.

Cada cartela tem 28 pílulas e não há intervalo entre uma cartela e outra.

Injeção mensal ou trimestral

Outro método que você pode buscar pelo SUS é o anticoncepcional injetável, que pode valer por um mês ou três meses e também inibe a ovulação.

É considerado mais eficiente que o anticoncepcional em pílula porque a mulher não precisa se lembrar de tomá-lo diariamente.

O injetável mensal contém dois hormônios- estrogênio e progesterona. Mas Carolina Vieira destaca que a quantidade de estrogênio é menor que a do anticoncepcional oral.

Já o injetável trimestral só possui progesterona, o que reduz ainda mais as contraindicações e os riscos. Somente o estrogênio é associado ao risco de trombose.

A médica Natália Zavattiero menciona a possibilidade de sangramentos irregulares após a primeira dose. “Normalmente, isso costuma melhorar a partir da segunda ampola, quando a paciente normalmente para de menstruar.”

É importante lembrar que, embora a eficácia desse método ultrapasse 99%, esse percentual cai se a nova dose não for injetada no término de 30 dias (no caso do mensal) ou 90 dias (no caso do trimestral).

DIU de cobre

O Dispositivo Intrauterino (DIU) de cobre é o principal método contraceptivo de longa duração oferecido pelo SUS. Apresenta seis falhas a cada mil casos e dura 10 anos. Por não depender da “memória” e pela eficácia continuada, é considerado, por muitos especialistas, um dos métodos mais eficientes para evitar a gravidez.

Mas encontrá-lo na rede pública não é tarefa tão fácil. Em algumas cidades, falta material. Em outras, o problema é a ausência de profissionais treinados para fazer o procedimento, embora ele seja simples – dura cerca de 15 minutos.

O principal efeito colateral é um fluxo menstrual mais intenso, para algumas mulheres. “A paciente pode ter um aumento tanto em dias (para 8 dias, em média) quanto em quantidade de sangramento (um aumento em torno de 25%). E pode ter um aumento de cólica.”

Quando ela não é usada corretamente, ou seja, quando consideramos o seu “uso real”, a eficácia cai para 82%.

A eficácia real dos métodos contraceptivos foi verificada a partir de uma pesquisa da Universidade de Princeton (EUA) que acompanhou 100 mulheres que usaram diferentes métodos contraceptivos durante um ano.

Diferentemente da masculina, a camisinha feminina pode ser colocada horas antes da relação sexual, segundo a ginecologista Renata Reis. “As mulheres que usam a camisinha feminina costumam gostar. É só introduzir como se faz com um absorvente íntimo. Depois da relação, você torce para fechar e joga fora”, disse.

 

Camisinhas feminina e masculina

O DIU de cobre normalmente não é indicado a pacientes com anormalidades anatômicas do útero, anemia, vírus HIV, que tenham alergia a cobre, que estejam com câncer no colo do útero ou com infecção ginecológica ativa.

Carolina Vieira destaca que mais de 70% das mulheres que usam o DIU de cobre se dizem satisfeitas com o método. A ginecologista Renata Reis destaca que, por desinformação, há quem pense que esse contraceptivo é “abortivo”.

“O cobre funciona matando o espermatozoide e o óvulo antes de eles se encontrarem, ou seja, antes da fecundação. Ele não tem efeito abortivo”, diz.

 

Diafragma

A orientação do SUS é que a pessoa interessada consulte o ginecologista antes de levar esse método para a casa, para que receba instruções sobre como usar e tenha o seu diafragma medido.

“O diafragma é inserido na vagina, com espermicida. A mulher tem que ser treinada, junto com um médico ginecologista capacitado, para saber colocar de maneira correta e de maneira que cubra o colo do útero. E para saber o tamanho do diafragma”, diz a ginecologista Renata Reis.

 

Pílula de emergência (ou pílula do dia seguinte)

Essa pílula só contém o hormônio progesterona, mas em quantidade maior que em uma pílula anticoncepcional comum. Não deve ser usada como método contraceptivo, porque a eficácia é bem menor- 75%.

A pílula de emergência é oferecida nas unidades de atenção básica a homens e mulheres que relatarem terem feito sexo sem proteção ou em caso de falha do contraceptivo.

A eficácia é maior até 72 horas após o ato sexual, mas pode ser tomada até cinco dias depois – quanto maior a demora em tomar, menor a eficácia em evitar a gestação.

E a pílula de emergência não interfere numa gravidez em curso, ou seja, não funciona como abortivo.

Por desinformação, muita gente acha que esse tipo de medicamento provoca a “morte do embrião”. Na verdade, ele inibe uma fecundação que iria acontecer, ao retardar ou inibir a ovulação. Se a fecundação já tiver ocorrido, o medicamento não terá efeito.

 

Laqueadura e vasectomia

A esterilização é oferecida no SUS somente para homens e mulheres com mais de 25 anos ou dois filhos. Em várias clínicas, os profissionais de saúde se confundem com essa regra achando que é preciso ter mais de 25 anos e dois filhos, mas os critérios são independentes.

As etapas até conseguir fazer o procedimento podem ser burocráticas. A lei, por exemplo, exige que pessoas casadas autorizem o parceiro ou parceira a fazer a vasectomia ou laqueadura.

 

Compartilhar:

Fake News: Gema de Ovo com Película foi a mais nova notícia inventada

Nessas últimas semanas, milhares de Fake News tem invadido nosso WhatsApp e muitas vezes ficamos em dúvida se a “tal notícia” pode ser real ou falsa. A mentira da vez foi que estavam sendo industrializados ovos na China, onde sua gema possuía uma película, acompanhe na imagem abaixo:

A seguir, é possível acompanhar o vídeo que gerou toda essa confusão:

A fake news que se espalhou na internet irritou a cozinheira Marta Lece, de 61 anos. A carioca que faz receitas de congelados e bolos caseiros se viu na obrigação de desmentir a notícia e o seu vídeo viralizou na internet e já tem mais de 2 milhões de visualizações no Facebook.

“Se a gema não tivesse essa película, ela ia misturar com a clara, dentro do ovo, no fiofó da galinha. Pelo amor de Deus, para de compartilhar coisa que não é certo”, diz ela num trecho do vídeo. Marta conta que estava na cozinha de uma cliente quando começou a receber dezenas de mensagens, todas dizendo pra ela para de usar os ovos porque era de plástico. “Ali mesmo eu liguei a câmera e gravei porque eu pensei: Gente, como vou parar de usar ovo se eu faço bolos e congelados? Eu logo vi que era mentira, pois eu viajei para os Estados Unidos para cozinhar para uma família e comprei esses ovos de brinquedo para as minhas netas.”. Revelou em entrevista ao Portal Uai.

Marta conta que o vídeo foi uma forma de desabafo, no estilo: “Parem de acreditar em tudo que veem. Tem coisa que é viável, tem coisa que não. Se você acredita que está comprando ovos da China, é só conferir na embalagem antes. Se for, tem lá, Made in China. Se tiver, não compra”, completa.

A cozinheira não imaginava tamanha repercussão do desabafo. Em dois dias, o vídeos já passa de mais de dois milhões de visualizações, mais de 54 mil compartilhamentos e 6,6 mil comentários. O sucesso acendeu o alerta de Marta de que as pessoas querem e precisam ouvir mais verdades, o que fez com que ela montasse um canal no Youtube. A partir de agora, ela pretende, além de desmentir as Fake News da cozinha, ensinar receitas práticas e gostosas nos vídeos.

“As pessoas necessitam ouvir a verdade. Muita gente está me achando corajosa, mas não dá mais para suportar esses vídeos malucos. Recebo muitas mensagens de pessoas dizendo que eu as represento. Meu celular não para mais e minha vida virou uma loucura”, revela.

Devemos tomar cuidado com as Fake News e não acreditar em tudo que está na internet.

Compartilhar:

Validade da reforma trabalhista pode ser julgada hoje no STF

O primeiro item da pauta de julgamento será uma ação que trata de royalties de petróleo para Santa Catarina. Se o julgamento for concluído, as ações trabalhistas serão analisadas.

Foto: reprodução internet.

O Supremo Tribunal Federal (STF) pode julgar hoje (28), a partir das 14h, ações protocoladas por diversos sindicatos de trabalhadores contra alterações na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), feitas pela Lei 13.467/2017, a reforma trabalhista.

Entre os pontos contestados estão o fim da contribuição sindical obrigatória e o reconhecimento da prática do trabalho intermitente, modalidade de contratação de mão de obra autorizada pela nova legislação trabalhista.

As federações sindicais alegam que o fim do imposto sindical obrigatório viola a Constituição, pois inviabiliza suas atividades por extinguir repentinamente a fonte de 80% de suas receitas. Para os sindicatos, o imposto somente poderia ser extinto por meio da aprovação de uma lei complementar, e não uma lei ordinária, como foi aprovada a reforma.

No caso do trabalho intermitente, os sindicatos alegaram que a modalidade precariza a relação de emprego e ofende os princípios constitucionais da vedação ao retrocesso social e da dignidade humana.

Pelo trabalho intermitente, o trabalhador autônomo poderá prestar serviços a mais de um contratante, em horários distintos, mesmo que os contratantes atuem no mesmo segmento econômico. Com ou sem exclusividade, de forma contínua ou não, o contrato de trabalho autônomo afasta o vínculo empregatício permanente.

Entretanto, o período de inatividade não será considerado tempo à disposição do empregador e nem será remunerado – hipótese em que restará descaracterizado o contrato de trabalho intermitente caso haja remuneração por tempo à disposição no período de inatividade.

Em parecer enviado ao STF, a Procuradoria-Geral da República (PGR) deu parecer a favor das alterações.

 

Fonte: EBC (Empresa Brasil de Comunicação).

Compartilhar:

1ª Operação Rua é realizada em Paranaguá

Foram abordados cerca de 30 moradores em situação de rua em dois dias de operação.

Foto: Prefeitura Municipal de Paranaguá.

Através do trabalho realizado em conjunto das Secretarias Municipais de Assistência Social, Meio Ambiente e Segurança foi realizado na noite desta última terça-feira (26), a 1.ª Operação Rua. Essa operação ocorreu em razão dos altos índices de pessoas em situação de rua que estão sendo encontradas na cidade de Paranaguá. Sendo assim, a equipe da Prefeitura Municipal de Paranaguá organizou essa operação para tentar resolver a situação dessas pessoas.

“Conversamos com moradores em situação de rua, cadastramos e os orientamos em vários locais no Centro de Paranaguá. Tivemos uma situação mais atípica próximo ao Mercado Nilton Abel de Lima e passarela para a Ilha dos Valadares onde pessoas de Curitiba e algumas aqui de Paranaguá improvisaram barracas de lona, acumularam lixo e pertences no local. Conversamos com eles e informamos que aquele material seria retirado.”. Destaca o Secretário de Assistência Social, Levi de Andrade.

Foto: Prefeitura Municipal de Paranaguá.

Uma equipe da Secretaria Municipal de Meio Ambiente está fazendo a retirada do entulho deixado pelas pessoas em situação de rua. As secretarias envolvidas na ação realizaram nos dois primeiros dias da operação, trabalhos mais efetivos no Terminal Rodoviário, atrás da Secretaria Municipal de Educação, ao lado da passarela para a Ilha dos Valadares, atrás do Mercado Nilton Abel de Lima e no Terminal de Transporte Coletivo.

“A Secretaria Municipal de Segurança acompanha com equipes a operação para assegurar a integridade física dos profissionais que estão conversando com os moradores em situação de rua e retirando os entulhos depositados por eles.”. Ressalta o Secretário Municipal de Segurança, João Carlos Silva.

Foto: Prefeitura Municipal de Paranaguá.

Pessoas que atualmente vivem na rua contam em Paranaguá com o Centro de Referência Especializado (Centro POP) que oferece atendimento a eles, local para banho, descanso, alimentação e atendimento social.

O secretário conta que por meio da Assistência Social, muitos moradores estão retornando para suas famílias. “Quando não são de Paranaguá, conversamos com eles e quando querem entramos em contato com a família, é paga a passagem e eles retornam para suas cidades de origem e para seu grupo familiar. Esse é um passo muito importante para o resgate de sua autoestima.”. Frisa Levi de Andrade.

A Operação Rua continuará sendo realizada.

Foto: Prefeitura Municipal de Paranaguá.
Compartilhar:

Tudo pronto! Começa hoje a 8ª edição da Festa Nacional da Tainha em Paranaguá.

O evento que anualmente movimenta o turismo na cidade, trará neste ano gastronomia, entretenimento e cultura.

Outras comemorações como a 33ª edição da Festa da Tainha, 41ª Festa do Pescador, além da 10ª Feira Regional da Tainha também fazem parte da história da festividade. A Prefeitura de Paranaguá, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, definiram os valores do cardápio do evento junto aos pescadores e permissionários. A tainha recheada – uma das mais consumidas durante a festa – poderá ser degustada por R$ 60,00. O prato que serve duas pessoas, conta com acompanhamento como arroz, salada e maionese.

Recebemos em nossos estúdios o Harrison Camargo, Secretário Municipal de Cultura e Turismo de Paranaguá, onde conversará com a nossa equipe sobre os preparativos da Festa Tainha, shows e estrutura do evento.

Segundo o Secretário, a expectativa para o evento é muito grande: “A cada ano que passa, a nossa expectativa pela Festa da Tainha só aumenta cada vez mais.”. É uma festa que vem crescendo todos os anos e conseguimos encontrar pessoas, não só do nosso estado, mas de todas as partes do país, um evento bem estruturado e planejado para melhor atender ao cidadão parnanguara e ao turista.

Claudio Rodrigues, Harrison Camargo e Larry Cesar nos estúdios da Rádio Difusora Mais FM.

“Todo planejamento de eventos é pensado 12 meses antes, para que tudo ocorra direito e bem planejado, tanto que o carnaval de 2019, por exemplo, já está planejado.” Afirma Harrison Camargo.

Diferentes receitas com o peixe serão comercializaras na festa. Seja a tainha recheada, tainha defumada, à parmegiana ou ensopada. Além disso, também tem o camarão na moranga e petiscos de camarão, peixe, ostras e outros frutos do mar.

Toda a estrutura do evento é garantida pela Prefeitura de Paranaguá, com a montagem de palco, stands, seleção de ambulantes, Guarda Municipal fazendo a segurança, equipe da Secretaria Municipal de Saúde para atendimento emergencial, equipe de fiscalização da vigilância, entre outras estruturas disponibilizadas para trabalhar do dia 28 de junho até o dia 8 de julho, quando termina mais uma edição da tradicional festa.

 

Confira a programação:

28.06- Quinta-feira

20h Mestre Brasilio

22h Fernanda Liz

 

29.06 – Sexta-feira

21h Mitzrael

23h Nega Fulô

 

30.06 – Sábado

13h Batukada.com

15h The Trio

21h Voraz

23h Marjorie Mell

 

01.07 – Domingo

13h Pés de Ouro

15h Magrone

21h Nosso Toque

23h Lefigarroo

 

02.07 – Segunda-feira

19h Guilherme Costa

 

03.07 – Terça-feira

19h Marcelo Reis

21h Soul Samba

 

04.07 – Quarta-Feira

19h Saphato Velho

21h Kauã Zini

 

05.07 – Quinta-feira

20h Igor Brenaz

23h Ricardo e Rafael

 

06.07 – Sexta-feira

20h Sacode

23h Vinicius e Thayna

 

07.07 – Sábado

13h Chorinho & Chicão do Cavaco

20h Calourada, Willian & Renan, Marcos & Luciano e Tiago Viola

 

08.07 – Domingo

13h Diego Maki

15h Chamavó

20h Sob Medida

22h Herança

 

Festa de Nossa Senhora do Rocio

A Prefeitura que este ano estará colaborando para a estrutura do evento, colocou também a festa no calendário oficial da cidade e o Secretário de Cultura e Turismo parabeniza a todos os organizadores.

“É uma festa que merece grande respeito e carinho, um evento grande que faz movimentar o turismo da cidade e por isso foi engajada ao nosso calendário de eventos.” Destaca Harrison Camargo.

A Festa de Nossa Senhora do Rocio, embora seja um evento de cunho religioso, abrange aos todos os tipos de atividades culturais, como shows de bandas municipais, estaduais e nacionais.

Compartilhar: