admin

Ecovia vai construir duas passarelas na BR-277

A concessionária Ecovia Caminho do Mar, que administra a BR-277 Curitiba/Litoral e as PRs 407/508, construirá duas passarelas na região de São José dos Pinhais na BR-277, próximo aos km 68 e 75. A obra, que terá início no dia de hoje (30) e previsão de conclusão em janeiro de 2018, é um reforço para quem precisa atravessar a rodovia em segurança.

Ao todo, a Ecovia já implementou 13 passarelas ao longo das três rodovias que administra. Com os dois novos equipamentos, somente no trecho que passa pelo município de São José dos Pinhais serão seis passarelas à disposição dos pedestres, sempre estrategicamente instaladas em locais de maior densidade populacional e de maior necessidade.

“O uso da passarela é a forma mais rápida e segura de se atravessar a rodovia. Estudos apontam que a travessia pela passarela consome, em média, somente 60 segundos, mas consegue reduzir a zero o risco de atropelamento, pois desnivela o veículo com o pedestre”, destaca o gerente de Atendimento ao Usuário e Engenharia da Ecovia, Fabiano Medeiros.

A primeira fase da construção das passarelas é a topografia para a marcação das suas localizações e a confecção da estrutura metálica, que acontece em uma fábrica. Em seguida, são implementados os pilares para a sustentação. Por fim, a estrutura metálica é transportada da fábrica para a rodovia e devidamente apoiada nos pilares.

2018

Ainda no primeiro trimestre de 2018 será construída mais uma passarela, dessa vez no km 76 da BR-277. A previsão de liberação dessa obra é para março do mesmo ano.

Para dúvida, o telefone da Ecovia é 0800 410 277. Siga @ecovia e fique bem informado sobre as condições de trafegabilidade da rodovia.

Com informações do twitter @ecovia

 

Compartilhar:

SAMU promove simulado de acidente envolvendo capotamento

O preparo para encarar uma situação desafiadora rendeu um treinamento aos profissionais que atuam no SAMU. Por meio de um simulado envolvendo capotamento de veículo, socorristas e médicos do órgão entraram em ação e colocaram a mão na massa. Parecia vida real, mas tudo era fictício. O ato aconteceu no Bairro Costeira, região central de Paranaguá.

O simulado de capacitação contou a parceria de diversos órgãos, além da Secretaria Municipal de Segurança Pública. O curso que conta com 40h, prepara os profissionais para a Operação Verão, quando se deparam com situações semelhantes ou ainda, piores a essas.

“Na Prefeitura de Paranaguá, a corporação da Guarda Civil Municipal está frequentemente passando por capacitações. Defendo a teoria de conteúdo, mas a prática deles nos envolve, pois quando existir uma ocorrência real os agentes saberão como trabalhar de maneira correta e ágil”, comentou João Carlos da Silva, secretário de Segurança.

Compartilhar:

Sessão da Câmara de Vereadores de Guaratuba é suspensa por segurança

A suspensão foi pedida pelo vereador Laudi Tato. Antes que o presidente Mordecai de Oliveira desse início aos trabalhos, Tato levantou questão de ordem: “Tendo em vista que na sessão anterior, a maioria dos pares se sentiu ameaçada e os rumores hoje nesta casa de que teria pessoas circulando aqui na sessão, e até mesmo participando, armada, eu, como parlamentar, me sentindo ameaçado, como a maioria dos vereadores e vossa excelência, como presidente, gostaria que tomasse uma atitude”, afirmou.

Oliveira suspendeu a reunião e marcou a próxima para a segunda-feira (6) da semana que vem, “já com as providências cabíveis para que não haja perigo aos parlamentares” – e ao público presente, conforme explicou depois.

Acompanhe a abertura da Sessão em Guaratuba.

Compartilhar:

Ministério Publico do Paraná promove hoje audiência pública para discutir registro de festa como patrimônio imaterial da cidade

A Festa Estadual de Nossa Senhora do Rocio, que acontece em novembro, em Paranaguá, Litoral Paranaense, pode passar a constar como Patrimônio Imaterial da cidade. A questão será discutida em audiência pública na terça-feira, 31 de outubro, a ser realizada pelo Ministério Público do Paraná, por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Paranaguá. Toda comunidade está convidada a participar da reunião.

Na audiência, serão apresentadas à população as consequências legais do registro da festa como Patrimônio Imaterial. Segundo o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), os bens culturais de natureza imaterial são relacionados a celebrações (como a festa); lugares (como mercados, feiras e santuários que abrigam práticas culturais coletivas); práticas e domínios da vida social que se manifestam em saberes, ofícios e modos de fazer; e formas de expressão cênicas, plásticas, musicais ou lúdicas de determinada localidade. A Constituição Federal trata da questão nos artigos 215 e 216.

Durante o encontro também serão identificadas demandas prioritárias dos moradores do Bairro Rocio, onde tradicionalmente acontece o evento, e debatida a revisão do plano diretor da localidade. A audiência pública será no salão social do Santuário do Rocio, na Praça Padre Thomas Sheehan, 211, às 19 horas. Neste ano, a Festa Estadual de Nossa Senhora do Rocio acontece entre os dias 4 e 19 de novembro. Os organizadores esperam 500 mil pessoas para o evento.

Com informações do Ministério Publico do Paraná

Compartilhar:

Governador Beto Richa autoriza regularização de 1.000 imóveis em Guaratuba

O governador Beto Richa assinou, nesta segunda-feira, a ordem de serviço para a regularização de 1.000 imóveis do município de Guaratuba, no Litoral do Estado. Os imóveis estavam sem documentação e a iniciativa faz parte do programa Morar Legal Paraná, da Cohapar, que pretende regularizar 40 mil imóveis até o ano que vem. Nessa etapa, 25 mil famílias vão ser atendidas. O investimento em Guaratuba é de 1 milhão de reais com recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza. O governador ressaltou que os programas de habitação promovem cidadania e qualidade de vida aos paranaenses.

O governador destacou, também, outras ações para o desenvolvimento do Litoral, como recursos para infraestrutura urbana, revitalização de orlas, e investimentos em saneamento em Matinhos e Pontal do Paraná. O presidente da Cohapar, Abelardo Lupion, afirmou que Guaratuba é o primeiro município a se beneficiar com o programa, mas que outros 22 estão em trâmites para receber o benefício.

Para o prefeito de Guaratuba, Roberto Justus, o programa, além de proporcionar mais segurança às famílias vai movimentar a economia local. O programa Morar Legal Paraná envolve trabalho social, cartografia e serviços para escrituração e entrega dos títulos de propriedade às famílias, com custos reduzidos. A previsão é de que a ação em Guaratuba seja concluída em 18 meses.

Compartilhar:

Senado vota proposta que pode mudar regras para motoristas de aplicativos

Em meio a protestos de taxistas e motoristas de aplicativos, o plenário do Senado vota hoje (31) proposta que pode deixar mais rígidas as regras para serviços de apps de transporte individual. Aprovado em abril pela Câmara dos Deputados, o texto tramita em regime de urgência e será o primeiro item da pauta do Senado na sessão desta terça-feira (30).

As regras aprovadas  pelos deputados desagradaram os representantes de empresas como Uber, Cabify e 99. Entre outros pontos, o texto prevê vistorias periódicas nos veículos, idade mínima para os condutores, exigência de “ficha limpa” aos motoristas, adesão de placas vermelhas e licença específica para trabalhar.

O projeto é  criticado pelos motoristas de aplicativos, que argumentam que ele “inviabiliza” o trabalho. Os representantes dos taxistas são favoráveis, porque dessa forma acreditam que a concorrência seria mais leal, com regras semelhantes para os dois profissionais. Outro argumento usado pelos taxistas é que, com as novas regras, o transporte ficará mais seguro tanto para passageiros quanto para motoristas.

No Senado, a proposta foi modificada na Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT). Um substitutivo ao texto da Câmara, apresentado pelo senador Pedro Chaves (PSC-MS), feito com base no texto original e em mais duas propostas que tramitavam na Casa, é mais favorável aos motoristas de aplicativos. Nele, o senador classifica o serviço de privado e tira a necessidade de permissão dos municípios e, consequentemente, o licenciamento com exigência de placas vermelhas.

Sem consenso entre os senadores, mesmo sem ser votada na CCT, a matéria seguiu para o plenário, após aprovação do regime de urgência. “Se aprovarmos o texto original, será uma grande tragédia, pois o serviço ficaria subordinado ao Poder Público, precisando de licença para funcionar, assim como ocorre nos alvarás dos taxistas. Entendo que o Uber deve ser um empreendimento privado, com regras, cabendo à prefeitura apenas fiscalizar”, disse Chaves .

Campanha

Enquanto taxistas organizaram carreatas em diversas cidades do país na semana passada, usuários e motoristas dos serviços de aplicativos encheram as páginas dos senadores no facebook e os e-mails deles com comentários contrários à proposta. Além disso, a Uber, por exemplo, investiu em anúncio contra a proposta no horário nobre de TV e mandou e-mails para todos os usuários cadastrados do serviço, com uma lista de motivos para que o texto seja rejeitado. No mesmo e-mail, a empresa pede o apoio dos clientes para pressionar senadores de seus respectivos estados a votar contra o texto da Câmara.

O diretor-presidente da Associação Brasileira das Associações Civis e Cooperativas de Motoristas de Taxi, Edmilson Americano, admite que a categoria não tem o poder financeiro dos concorrentes. Ainda assim, eles acreditam na aprovação do texto da Câmara. Segundo Americano, motoristas de todo o país já estão em Brasília para acompanhar a votação. A expectativa é de que pelo menos 3 mil carros estejam nas imediações do Congresso na hora da votação. Todos estão sendo orientados a agir sempre de  forma pacífica e ordeira’. “É desonesto e desumano cumprir os requisitos exigidos pelo Poder Público, como fazem os taxistas, e não exigir o mesmo para os motoristas dos aplicativos”, afirmou o presidente da associação.

Se for aprovado o texto da Câmara, sem nenhuma alteração no mérito, as regras irão à sanção presidencial. Caso haja mudanças, o projeto terá de voltar à Câmara dos Deputados, que dará a palavra final.

Compartilhar:

Como perceber se a carne está própria ou não para o consumo

Todo cuidado é pouco. Principalmente no momento em que você vai ao supermercado ou açougue comprar carne. Consumir o produto estragado pode trazer inúmeros riscos à saúde. A atenção deve ser voltada até quando o alimento for cozido. Os micro-organismos, como vírus, bactérias e protozoários, podem estar presentes mesmo sem o consumidor saber.

A farmacêutica Mauren Isfer Anghebem explicou quais as principais doenças que contaminam a carne de boi. Desenvolvida a partir de um grupo de bactérias mais conhecidas de Salmonella, a salmonelose é uma das patologias. Há também, acrescentou, a shigelose e a toxoplasmose, desenvolvida pela presença do parasita Toxoplasma gondii na carne. Quadros de infecção alimentar e intoxicação também estão inseridos e são provenientes da bactéria Listeria monocytogenes.

“A carne de boi pode estar infectada com parasitas como a Taenia saginata, uma espécie específica da tênia que parasita a carne bovina e causa a teníase. A carne de porco, por exemplo, pode conter a Taenia solium, que também causa teníase”, explicou a farmacêutica, em entrevista ao Gazeta do Povo.

Confira alguns cuidados que devem ser tomados ao comprar carne:

– Veja se há o selo de inspeção federal

– Depois de comprar a peça bovina no açougue ou mercado, congele a carne vermelha durante 15 dias. O de geladeira é suficiente

– Fique atento com relação à higiene de quem vende

E como descobrir se a carne está boa para consumo?

– Textura: se o tecido desta carne, ao apertar o dedo, afundar, o produto pode estar em processo de deterioração

– Cheiro: se for mais acidificado que o normal, isso pode indicar a presença de bactérias

– Cor: vermelha natural intenso, sem exageros

Via MSN Estilo de Vida

Compartilhar:

Confira aqui as vagas de emprego desta segunda-feira

O Sine (Sistema Nacional de Emprego) em Paranaguá divulga a lista das vagas de emprego disponíveis na agência da cidade nesta sexta-feira (9). Os interessados devem comparecer à Agência do Trabalhador munidos de RG, CPF, Carteira de Trabalho e Comprovante de Residência. O Sine Paranaguá fica na rua Faria Sobrinho, nº. 799 ou no telefone 3422-3233.

1 vg. Polidor automotivo (4284024/ 519935/ n)

Fundamental incompleto

1 vg. Serralheiro (4286204/ 724440/ o)

Fundamental completo/ exp. 4 meses em carteira

1 vg. Comprador (4282366/ 354205/ n)

Cursando superior em administração/ exp. 6 meses em carteira/ conhecer o sistema sap

1 vg. Eletricista de máquinas pesadas (4267468/ 953115/ n)

Médio completo/ exp. 3 meses em carteira

1 vg. Estoquista de mercadoria (4282085/ 414125/ o)

Médio completo/ exp.3 meses em carteira

1 vg. Supervisor de vendas (4280323/ 520110/ n)

Cursando ensino superior/ exp. Gestão de esquipe na área comercial/ cnh: b

1 vg. Serrador (4278444/ 773120/ o)

Médio completo/ exp. 3 meses em carteira

1 vg. Auxiliar de laboratório (4277400/ 818110/ n)

Médio completo/ exp. 3 meses em carteira na função adquirida em indústria

1 vg. Motorista entregador (4278730/ 782510/ o)

Médio completo/ cnh:c/ exp. 6 meses em carteira

1 vg. Confeiteiro (4274087/ 848310/ n)

Fundamental incompleto/ exp. 3 meses em carteira

2 vgs. Chapeiro (4272231/ 724415/ n)

Fundamental completo/ exp. 6 meses em carteira

1 vg. Vendedor externo (4271970/ 524105/ o)

Médio completo/ exp. 6 meses em carteira/ cnh:ab

1 vg. Farmacêutico (4269913/ 223405/ n)

Superior completo

1 vg. Eletricista de instalações de veículos automotores (4266125/ 953115/ n)

Fundamental completo/ exp. 6 meses em carteira

2 vgs. Contra mestre (4263495/ 710205/ o)

Exp. 3 meses em carteira

Vagas pne (portadoras com necessidades

Especiais)

5 vgs. Auditor interno (4250430/ 411005/ n)

Médio completo/ deficiências que podem: leves

2 vgs. Servente (4251974/ 514320/ n)

Fundamental incompleto/ deficiências que podem: deficiência física e visão monocular

1 vg. Auxiliar administrativo (4251945/ 411005/ n)

Médio completo/ deficiências que podem:

Deficiência física e visão monocular

1 vg. Repositor (4249280/ 521125/ n)

Médio completo/ deficiências que podem: todas

1 vg. Operador de caixa (4251386/ 421125/ n)

Médio completo/ deficiências que podem: todas

1 vg. Auxiliar manutenção (4251577/ 514310/ n)

Médio incompleto/ deficiências que podem: todas: todas (menos cadeirante)

Compartilhar:

Hora do Enem faz revisão de assuntos na semana do exame

Na última semana antes da primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017, o programa Hora do Enem vai fazer uma maratona de resolução de questões e de conversas com professores para mapear as principais tendências da prova, tendo como base o que caiu nas edições anteriores. O programa Hora do Enem é exibido de segunda a sexta pela TV Escola, às 7h, 13h e 18h.

Nesta segunda-feira (30) serão abordados os conteúdos de língua portuguesa, ciências humanas, línguas estrangeiras e redação. O programa também faz uma revisão de filosofia e história, indo de Platão a Descartes, do Brasil Colônia ao Brasil Império. Amanhã (31), os professores de sociologia Walace Ferreira e de geografia Luís Mion e Diomário Junior trazem temas como direitos civis, globalização e interpretação de mapas e falam de suas apostas para a prova de ciências humanas e suas tecnologias.

No programa de quarta (1º), os professores Milena Eich e Walace Cestari falam das tendências para a prova de língua portuguesa deste ano, lembrando a importância da atenção aos textos publicitários presentes no exame. Na quinta-feira (2), haverá a revisão dos conteúdos de inglês, espanhol e artes com os professores de língua inglesa, Daniel Sanches, de língua espanhola, Antônio Ferreira, e de artes, Rodrigo Retka.

O tema da redação será o assunto do programa da sexta-feira (3). Quem apresenta apostas de possíveis assuntos é o professor Raphael Torres. Ele também dará dicas e o caminho correto para o candidato escrever um texto nota mil.

Nos dias 5 e 12 de novembro, o Hora do Enem será exibido ao vivo, sempre às 20h, com professores comentando as provas. Nos dias 6, 7, 8, 13, 14 e 15 haverá correção e comentários sobre as questões que caíram este ano.

Com informações da Empresa Brasil de Comunicação.

Compartilhar:

Promessa de Show hoje no UFC São Paulo, Parnanguara John Lineker abre card principal

Mãos de Pedra diz que “meia dúzia recusou” enfrentá-lo no UFC São Paulo e pede para torcida brasileira não desrespeitar o equatoriano no card. Na opinião de Lineker, o motivo da recusa dos atletas estrangeiros para enfrentá-lo no Brasil é a pressão que a torcida exerce nos rivais dos lutadores da casa nos eventos realizados no país.

Ao analisar o jogo de Vera, Lineker aposta que o fato de ser baixo que seu rival será uma vantagem a seu favor, já que dificultará o equatoriano o coloque no chão.

Fonte: combate.com

 

UFC São Paulo – 28 de outubro, em São Paulo

CARD PRINCIPAL (a partir de 0h, horário de Brasília):

Peso-médio (até 84,4kg): Derek Brunson (83,9kg) x Lyoto Machida (83,9kg)

Peso-meio-médio (até 77,6kg): Demian Maia (77,6kg) x Colby Covington (77,6kg)

Peso-galo (até 61,7kg): Pedro Munhoz (61,7kg) x Rob Font (61,7kg)

Peso-leve (até 70,8kg): Francisco Massaranduba (70,3kg) x Jim Miller (70,3kg)

Peso-médio (até 84,4kg): Thiago Marreta (84,4kg) x Jack Hermansson (83,9kg)

Peso-galo (até 61,7kg): John Lineker (61,7kg) x Marlon Vera (61,2kg)

 

CARD PRELIMINAR (a partir de 21h, horário de Brasília):

Peso-meio-médio (até 77,6kg): Vicente Luque (77,6kg) x Niko Price (77,6kg)

Peso-médio (até 84,4kg): Antônio Cara de Sapato (83,9kg) x Jack Marshman (84,4kg)

Peso-leve (até 70,8kg): Hacran Dias (70,3kg) x Jared Gordon (70,8kg)

Peso-meio-médio (até 77,6kg): Elizeu Capoeira (77,6kg) x Max Griffin (77,6kg)

Peso-mosca (até 57,2kg): Deiveson Alcântara (57,2kg) x Jarred Brooks (56,7kg)

Peso-pesado (até 120,6kg): Marcelo Golm (109,8kg) x Christian Colombo (117kg)

O Combate transmite ao vivo todas as lutas do “UFC: Brunson x Machida” a partir das 21h (de Brasília).

Compartilhar: