admin

Quer reduzir suas medidas? Então tome este chá!

SAÚDE

Desenvolvido por nutricionistas e pesquisadores, ajuda no combate a retenção de líquidos e na perda de peso.

O Desinchá é composto por 8 ervas naturais (Foto: Anderson Pereira).

Você já deve ter escutado alguma vez, que os benéficos de tomar chá são muitos, certo? Há quem tome chá para melhorar o funcionamento do intestino, outras que tomam simplesmente porque gostam de tomar. Mas você sabia que fazendo uma combinação de alguns chás específicos, a gente consegue reduzir aquelas medidas que tanto nos incomodam? Não? Então cola nessa matéria que você saberá tudo sobre esse assunto!

Alguma vez você já ouviu falar no “Desinchá”? Não? Pois acredite que no mundo fitness, ele é a mais nova aposta do grupo, mas fique tranquilo, este chá é bom mesmo; desenvolvido por nutricionistas e pesquisadores, que levaram exatamente dois anos para obter resultados certeiros sobre o seu consumo e na eficácia do mesmo, no auxilio no combate a retenção de líquidos e na perda de peso.

O chá é encontrado na forma mais tradicional possível, em forma de sachê e pode ser encontrado em mercados e casas de produtos naturais, entretanto possui dois diferenciais: a proposta e a composição.

 

Como funciona:

Este chá possui a função de combater a retenção de líquido no corpo, normalmente é encontrado em uma caixinha personalizada que contém 60 sachês. É possível encontrar informações de consumo, como forma de controlar e ingestão diária a partir de um calendário direcionado.

A composição do chá se constitui de oito ervas que trazem ação diurética, como o chá verde, carqueja, mate verde, hortelã, gengibre, guaraná, sálvia e alecrim.

 

Modo de preparo:

Cada embalagem contém a medida certa a ser consumida, o preparo é feito por infusão. Deve-se ferver 200ml de água, em seguida colocar em uma xicara e depositar o sachê. Deixe-o repousar por 5 minutos e a bebida estará pronta para o consumo logo em seguida. Se quiser adoçar, opte pelo mel ou adoçante.

Esse chá também pode ser consumido gelado. Basta seguir o mesmo modo de preparo e deixar esfriar. Acrescente algumas pedras de gelo, você terá seu Desinchá gelado e refrescante.

Dica de consumo:

O chá do Desinchá pode ser conservado na geladeira por até 24 horas depois de preparado.

O produto pode ser consumido gelado ou quente, uma ou duas vezes ao dia no horário de sua preferência. Alguns horários recomendados são:

Ao acordar, em jejum;

À tarde, entre o almoço e o jantar;

Durante a prática de atividades físicas (de preferência gelado).

Segundo o fabricante, o chá pode ser consumido diariamente, 365 dias por ano! Sua principal proposta é combater a retenção hídrica e ajudar na eliminação de toxinas que ficam acumuladas no organismo ao longo do dia por ter efeito diurético, fazendo com que o organismo desinche ao longo do dia.

 

Precauções:

Vale salientar ainda que os efeitos do produto são intensificados quando aliados a uma alimentação sem excessos, saudável e equilibrada, não fazendo uso de álcool ou outros tipos de substâncias químicas, junto à prática de atividades físicas regulares. Neste tocante, é sempre importante consultar um profissional da área, como um nutricionista e um personal fitness.

O uso do produto deve ser evitado por qualquer pessoa que possua sensibilidade a um ou mais de seus ingredientes, assim como grávidas e lactantes. Pessoas que fazem uso de medicamentos controlados ou tratamentos médicos devem consultar seu médico sobre o uso do produto.

Apesar de tratar-se de um produto natural, seu consumo deve ser moderado, não sendo aconselhável tomar mais do que 2 sachês por dia, até porque o aumento da dosagem do produto não vai intensificar as propriedades do mesmo. Na verdade, isso pode sobrecarregar alguns órgãos como rins e fígado.

Compartilhar:

Fique por dentro do horário das eleições deste domingo

Eleitores que fizeram o cadastramento biométrico podem apresentar somente o e-Título, por substituir o documento oficial com foto.

Neste próximo domingo, dia 7 de outubro, acontecerá no Brasil o primeiro turno das eleições a presidente do Brasil, e o que os brasileiros estão mais em dúvida é sobre qual é o horário das eleições neste ano de 2018.

Os locais de votação estarão abertos a partir das 8h (manhã) e ficará até às 17h (tarde). Se houver pessoas nas filas das suas respectivas salas de votação, as mesma poderão votar. Caso perca o prazo e não consiga votar, o eleitor terá até 60 dias para justificar o voto em qualquer cartório eleitoral.

Mesmo os que não votarem no primeiro turno, deverão votar normalmente em um eventual segundo turno, no dia 28 de outubro. Cada turno é visto como uma nova eleição.

O que precisa levar

Para votar, é necessário apresentar um documento oficial com foto, como carteiras de identidade, de trabalho, nacional de habilitação, certificado de reservista, Documento Nacional de Identidade (DNI) ou passaporte.

Eleitores que fizeram o cadastramento biométrico podem apresentar somente o e-Título, por substituir o documento oficial com foto. O aplicativo de celular da Justiça Eleitoral pode ser baixado gratuitamente e está disponível para IOS e Android.

Compartilhar:

Eleições 2018: Difusora Mais FM convida ouvinte a ligar o rádio domingo (7) das 9h30 às 20 horas

ELEIÇÕES

Apuração trará votação dos candidatos do litoral em primeira mão em FM 104.7. Eleitor pode tirar dúvidas em 50 perguntas e respostas. A cobertura das Eleições 2018 no litoral paranaense terá programação especial informativa o dia todo na Difusora Mais FM.

A equipe de jornalismo terá unidade móvel circulando pelo litoral e repórteres informando a todo instante o andamento das eleições das 9 às 17 horas. E logo após o encerramento da votação começa o programa Apuração Difusora Mais. Os convidados para analisar os resultados são os advogados José Roberto Affolter e Acyr Correia Neto.

Anderson Cantarelli ancora o estúdio pela manhã com a movimentação dos locais de votação. Das 13 às 17 horas, o jornalista Alexandre Motta informa a movimentação no Brasil e no Paraná, com prioridade para as sete cidades do litoral.

Thiago Campos e Larry César são os repórteres e a equipe de apoio terá produtores de plantão até a última atualização do pleito. Cláudio Rodrigues, Ronaldo Martins e Márcio Guimarães estarão em contato permanente com as outras seis cidades do litoral, Curitiba e as principais cidades do estado. Na supervisão, o Padre Joaquim Parrom.

 

Confira abaixo 50 perguntas e respostas (fonte: BBC Brasil)

 

1) Qual é a data e o horário da votação?

O primeiro turno de votação ocorre em 7 de outubro de 2018 e o segundo turno, caso aconteça, será em 28 de outubro de 2018. A votação começa às 8h e termina às 17h (horário de Brasília).

 

2) Em quem vou votar?

A ordem de votação para as eleições gerais é deputado federaldeputado estadualsenadorgovernador epresidente.

 

3) Quem é obrigado a votar?

Os alfabetizados maiores de 18 e menores de 70 anos são, por lei, obrigados a votar.

 

4) O eleitor entre 16 e 18 anos é obrigado a votar?

Não. O voto é facultativo até o dia em que o eleitor completar 18 anos, quando passa a ser obrigatório. O voto também é opcional para os analfabetos e maiores de 70 anos. Esses eleitores não precisam justificar a ausência, se não votarem.

 

5) Como saber se estou apto a votar?

Você pode consultar sua situação eleitoral no site do TSE.

 

6) Como vou saber onde votar?

Você pode consultar seu local de votação no site do TSE. Você pode ligar também para a Central de Atendimento ao Eleitor dos TREs estaduais, ainda que esteja sem o título, ou para o seu cartório.

 

7)Qual o sistema de votação adotado para as eleições?

Em todo o país, a votação é através da urna eletrônica. Às 17 horas, quando é encerrada a votação, o resultado da urna de cada seção é registrado em um dispositivo eletrônico, que é encaminhado para totalização.

Se houver falha na urna eletrônica e na impossibilidade de sua substituição por outra do mesmo tipo, é utilizado o sistema tradicional de votos, havendo cédulas distintas, uma para as eleições majoritárias, de cor amarela, e outra para as proporcionais, de cor branca, a serem confeccionadas de maneira tal que, dobradas, resguardem o sigilo do voto sem que seja necessário o emprego de cola para fechá-las. No momento da votação o eleitor recebe as duas cédulas abertas.

Ocorrendo votação por cédulas, a apuração desses votos é feita na urna eletrônica, sendo os votos lidos um a um e registrados na urna. Ao final é expedido o boletim de urna apresentando o resultado da votação naquela seção.

 

8)Quem tem preferência para votar?

Têm prioridade para votar os eleitores com mais de 60 anos, os doentes, os eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida e as mulheres grávidas ou lactantes. Também têm prioridade candidatos, juízes eleitorais, promotores eleitorais, funcionários a serviço da Justiça Eleitoral e policiais militares em serviço.

 

9)O que acontece se eu não votar?

Você deve justificar sua ausência. Se não o fizer ou se a justificativa não for aceita pelo juiz eleitoral, deverá pagar multa arbitrada por esse juiz. O eleitor que deixar de votar em três turnos consecutivos terá seu título cancelado.

10)Como um eleitor cego poderá votar?

Na urna eletrônica, o teclado oferece a opção do sistema braile. Para a pessoa que não lê o braile, poderá se orientar a partir do ponto de identificação da tecla nº 5. As urnas também possuem sistema de áudio, disponibilizado quando solicitado. O fone de ouvido é oferecido em todas as seções com acessibilidade. E para o eleitor que ainda não vota em seção acessível, ele tem a opção de pedir um fone no momento do voto.

 

11)O eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida poderá votar em seção acessível sem ter transferido o título?

Apenas aqueles que fizeram a transferência temporária para uma seção com acessibilidade, que poderia ser requisitada no período de 17 de julho a 23 de agosto nos cartórios eleitorais. Passado esse prazo, os eleitores que não entraram com o pedido devem se dirigir às suas seções eleitorais de origem.

 

12)Quais documentos são necessários para votar?

É necessário levar documento oficial de identificação com foto. E para o eleitor que cadastrou a biometria, outra opção é o e-Título, que valerá como documento de identificação para os biometrizados. A Justiça Eleitoral recomenda ao eleitor levar o título em sua versão digital (e-Título) ou impressa para facilitar a identificação da seção eleitoral.

 

13)Como é feita a identificação do eleitor nas cidades com biometria?

Após digitar o número do título de eleitor, o mesário solicita ao cidadão que posicione o dedo no leitor biométrico, para identificação. O eleitor identificado poderá votar, sendo dispensada a sua assinatura na folha de votação.

Caso não haja a sua identificação biométrica, por até quatro tentativas, ele deverá assinar a folha de votação.

 

14)Posso levar uma ‘cola’ com os nomes dos meus candidatos?

Sim. Se precisar de um lembrete, anote os números de seus candidatos na ordem correta de votação e use a ‘cola’ como lembrete na hora de votar. Busque os números de seus candidatos com antecedência.

 

15)Posso votar se estiver em outra cidade ou Estado?

prazo para a solicitação do voto em trânsito já acabou.Quem fez essa opção não poderá votar em sua seção eleitoral de origem. Caso não esteja na cidade indicada no dia da eleição, o eleitor poderá justificar a ausência em qualquer local de votação do país.

 

16)Em quais municípios é permitido votar em trânsito?

É possível apenas em capitais e em municípios com mais de 100 mil eleitores.

 

17)Para quais cargos o eleitor pode votar em trânsito?

Se o eleitor estiver em uma cidade dentro do Estado de seu domicílio eleitoral, ele poderá votar para todos os cargos. Agora, se estiver fora do seu Estado, poderá votar apenas para os cargos de Presidente e Vice-Presidente da República.

 

18)Posso votar levando meu celular ou qualquer outro equipamento de rádio-comunicação?

O eleitor não poderá ingressar na cabine de votação portando celular, máquinas fotográficas e filmadoras. Nada de selfies, portanto.

 

19)Posso votar usando short, bermuda ou chinelo?

Sim.

20)É proibida a venda de bebidas alcoólicas no dia da eleição?

A competência para essa determinação é da Secretaria da Segurança Pública de cada Estado.

 

21)Quem está preso pode votar?

Não podem votar os presos que tiverem condenação criminal transitada em julgado (sem hipótese de recurso), assim como pessoas que perderam os direitos políticos. No entanto, os presos provisórios que estão esperando decisão judicial têm direito ao voto.

22)Se eu não votar no primeiro turno, poderei votar normalmente no segundo turno?

Sim. Os turnos são independentes, mas lembre-se de justificar, dentro do prazo legal, a ausência ao primeiro turno ou quitar a multa. O prazo de justificativa é de 60 dias, a contar da data da eleição, ou de 30 dias da data de retorno ao Brasil para quem estava no exterior.

 

23)Qual a diferença entre voto branco e nulo?

Não há diferença entre voto branco e voto nulo para a contagem dos votos, ambos são excluídos da totalização dos resultados. O eleitor vota branco quando pressiona a tela branca da urna eletrônica e confirma. Já o voto nulo ocorre quando há erro de digitação. Se o eleitor digitar um número que não corresponda a partido ou candidato, o voto é anulado.

 

23)A falta de energia elétrica compromete o funcionamento da urna eletrônica?

Não. Ela possui uma bateria interna e, se necessário, poderá ainda ser utilizada bateria externa.

 

25)Os partidos políticos poderão fiscalizar a votação e a apuração?

Sim. Cada partido ou coligação poderá nomear dois delegados em cada município e dois fiscais junto a cada mesa receptora, funcionando um de cada vez. Na apuração serão três fiscais por turma apuradora, tendo atuação a uma distância não inferior a um metro da mesa apuradora e funcionando um de cada vez.

 

26)Os próprios candidatos poderão fiscalizar a votação?

Sim. Em eleições estaduais e municipais, os candidatos, na qualidade de fiscais natos, podem permanecer na seção eleitoral durante todo o período da votação. Podem, também, fazê-lo através de advogado, desde que o mesmo possua procuração com poderes para tal.

 

27)Como posso saber o resultado das eleições?

Pela internet, através de acesso aos sites da Justiça Eleitoral e nas páginas dos parceiros de divulgação como, por exemplo, grandes provedores de órgãos de comunicação.

 

28)Como posso justificar minha ausência às eleições?

Se você estiver, no dia da eleição, em uma cidade diferente da de seu domicílio eleitoral, vá ao cartório eleitoral ou local de votação mais próximo e justifique. A justificativa pode ser feita no mesmo horário das eleições. Para agilizar a justificativa, o eleitor pode obter, antes da eleição, o formulário no site ou em qualquer cartório eleitoral, preenchê-lo e, no dia da eleição, entregá-lo em qualquer cartório ou local de votação.

 

29)Qual o prazo para justificativa?

Se você não formalizar a justificativa no dia da eleição, deverá comparecer ao seu cartório eleitoral, no prazo de 60 dias a contar da data da eleição, munido dos documentos que comprovem o motivo da ausência. Neste último caso, o eleitor preencherá no cartório um requerimento dirigido ao juiz e aguardará a resposta. O prazo de 60 dias é contado a partir de cada turno. Portanto, 1º e 2º turnos têm prazos diferentes. Se você estiver no exterior, o prazo muda: 30 dias contados da data de retorno ao Brasil. Nesse caso, é necessário apresentar passagens, cartões de embarque e carimbos no passaporte que justifiquem a ausência.

30)Existe a possibilidade de justificar on-line?

O eleitor pode, se preferir, solicitar a justificativa on-line, através do sistema Justifica, devendo anexar os documentos que comprovem o fato que impediu seu comparecimento às urnas. Caso a justificativa não seja aceita ou após transcorrido o prazo, deverá pagar uma multa.

 

31)Terceiros podem justificar minha ausência às urnas?

O requerimento de justificativa pode ser entregue no cartório eleitoral de inscrição do eleitor por terceiros sem autorização ou procuração específicas, mas deve conter a assinatura do eleitor. No dia da eleição somente o próprio eleitor pode justificar sua ausência.

 

32)Não votei e não justifiquei. E agora?

O eleitor que não votar nem justificar sua ausência nos prazos determinados pela Justiça Eleitoral incorrerá em multa imposta pelo juiz eleitoral. A multa é de R$ 3,51 por turno. Se o eleitor deixar de votar em três eleições consecutivas, seu título será cancelado. Caso isso ocorra, não poderá tomar posse em concurso público, obter passaporte ou carteira de identidade, renovar matrícula em estabelecimentos de ensino oficial, obter empréstimos em estabelecimentos de crédito mantidos pelo governo, participar de concorrência e praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda.

 

33)O meu título foi cancelado. Como regularizo a minha situação?

Você só poderá regularizar sua situação a partir do dia 5 de novembro. Emita a GRU da forma prevista na resposta anterior e, após o pagamento, vá ao seu cartório com documento de identificação oficial e comprovante de residência recente em seu nome (ex.: contas de água, luz, etc).

 

34)Na hora de votar, como funciona a identificação biométrica?

Na votação, o eleitor posiciona o dedo no leitor da urna eletrônica e o sistema faz até quatro tentativas de reconhecimento das digitais. Quem vota com identificação biométrica não precisa assinar o caderno de votação, que contém, ainda, fotografia do eleitor que já fez o cadastro.

 

35)Qual dedo é usado para autenticação na hora da votação por biometria?

O eleitor, quando compareceu ao cartório para a biometria, cadastrou os dez dedos das mãos, tirou uma fotografia e registrou uma assinatura digitalizada. Mas somente os polegares e indicadores são utilizados para confirmar a identidade no momento do voto. O eleitor deve posicionar qualquer um desses quatro dedos no leitor.

 

36)Se não é possível a autenticação, por erro da digital ou outra dificuldade, qual o procedimento?

Quando não é possível confirmar a identidade do eleitor pela sua digital, o mesário verifica novamente os documentos do eleitor e confirma os dados informados, para garantir que não houve equívoco. Se confirmada a identidade do eleitor, mesmo não havendo o reconhecimento biométrico, o mesário libera a votação com código próprio. Nesse caso, o fato é registrado na ata da seção e o eleitor deve assinar o caderno de votação, além de retornar posteriormente ao seu cartório eleitoral para uma nova coleta de digitais.

 

37)Nas cidades em que o cadastramento biométrico não era obrigatório, o eleitor que fez a biometria já vai ser identificado pelas digitais?

Alguns municípios que iniciaram o cadastramento biométrico sem obrigatoriedade de comparecimento terão a identificação híbrida nas eleições. Nesse caso, eleitores com dados biométricos coletados serão identificados pelas digitais, e os que não fizeram a biometria serão identificados da forma tradicional. A lista de cidades que terão identificação híbrida será oportunamente divulgada.

 

38)Como sei se já fiz a biometria?

O título de eleitor de quem fez a biometria tem impresso, no canto superior direito do documento, “identificação biométrica”.

 

39)Em quantos municípios brasileiros a biometria é obrigatória?

A biometria para eleições 2018 é obrigatória em 2,8 mil municípios brasileiros.

40)Não fiz minha biometria e no município em que moro ela era obrigatória. Como devo proceder?

O eleitor que não fez o cadastramento biométrico obrigatório dentro do prazo teve o título cancelado e não poderá votar nas eleições de 2018. A partir de novembro, será possível agendar atendimento e regularizar o título nos cartórios eleitorais e postos da Justiça Eleitoral.

 

41)Nas cidades em que o cadastramento biométrico não era obrigatório, o eleitor que fez a biometria já vai ser identificado pelas digitais?

Alguns municípios que iniciaram o cadastramento biométrico sem obrigatoriedade de comparecimento terão a identificação híbrida nas eleições. Nesse caso, eleitores com dados biométricos coletados serão identificados pelas digitais, e os que não fizeram a biometria serão identificados da forma tradicional. A lista de cidades que terão identificação híbrida será oportunamente divulgada.

 

42)Sou inscrito no exterior, mas estarei no Brasil no dia da eleição. Poderei votar?

Sim, desde que você tenha solicitado o voto em trânsito entre 17 de julho a 23 de agosto deste ano. É necessário apresentar documento oficial com foto. O voto é apenas para o cargo de Presidente da República.

 

43)Moro no exterior e sou eleitor no Brasil. Como faço para justificar ausência às eleições?

São quatro as possibilidades: a)dirigir-se ao seu cartório eleitoral, em até 30 dias contados da data de retorno ao Brasil, apresentando bilhetes de passagem, cartões de embarque e carimbos no passaporte, entre outros. b) solicitar a justificativa pela internet, através do sistema Justifica, devendo anexar os documentos que comprovem o fato que impediu seu comparecimento às urnas. O prazo é de 60 dias após a eleição. c)fazer um requerimento solicitando justificativa da ausência, por carta dirigida ao juiz da sua zona eleitoral, com comprovação de que se encontra no exterior. O prazo é o mesmo (60 dias após a eleição). Os endereços das zonas eleitorais podem ser encontrados no site. d)subscrever requerimento de justificativa devidamente preenchido, que poderá ser entregue em cartório por terceiros, dispensada a apresentação de autorização ou procuração.

 

44)Moro no exterior e irei ao Brasil para uma cidade diferente do meu domicílio eleitoral por um período breve. Como justificar ausência a eleições ocorridas?

Você poderá comparecer ao cartório eleitoral do município onde estiver, levando seu passaporte e passagem e preencherá um “requerimento de solicitação de justificativa de ausência”, que será remetido ao seu cartório de origem para processamento.

 

45)Sou eleitor regularmente inscrito no exterior e deixei de comparecer ao pleito na última eleição presidencial no país em que estou. Qual a minha situação?

Os eleitores que estão inscritos no exterior e deixaram de exercer o voto em qualquer das eleições presidenciais ficam sujeitos às mesmas normas impostas aos eleitores faltosos inscritos no Brasil, ou seja, devem justificar a ausência até 60 dias após o pleito, mediante requerimento dirigido ao juiz eleitoral do Cartório do Exterior. O pedido deve ser remetido via postal para o endereço SHIS Qi 13, Lote i, Lago Sul, Brasília – DF – Brasil, CEP: 70750-520.

 

46)Qual é a penalidade se eu for convocado como mesário e não comparecer no dia das eleições?

Se você não trabalhar no dia da eleição, deverá apresentar justa causa ao juiz eleitoral em até 30 dias da data do pleito. Caso contrário, será aplicada uma multa cobrada por meio da Guia de Recolhimento da União (GRU). Se o mesário faltoso for servidor público ou autárquico, a pena será de suspensão de até 15 dias. Todas as penas serão aplicadas em dobro se a Mesa Receptora deixar de funcionar por culpa dos faltosos, bem como ao membro que deixar os trabalhos durante a votação e não apresentar justificativa ao juiz em até três dias do fato.

 

47)Como mesário, posso fazer propaganda do meu candidato através de camiseta ou qualquer outro meio?

Não. Os integrantes da Mesa Receptora de Votos não podem fazer qualquer tipo de propaganda durante a votação.

 

48)O trabalho de mesário é remunerado?

Não. O mesário recebe auxílio-alimentação no valor de R$ 30. O mesário tem direito a 2 dias de folga em seu trabalho (público ou privado) para cada dia trabalhado nas eleições e 2 dias de folga para cada dia de treinamento. Ele tem, ainda, preferência no desempate em alguns concursos públicos (quando previsto em edital). Os universitários cujas instituições de ensino superior tenham firmado convênio com o TRE-SP poderão ainda utilizar as horas trabalhadas nas eleições como atividade curricular complementar.

 

49)Atuei como mesário. Tenho o direito de não trabalhar no dia seguinte ao da eleição?

A lei prevê dois dias de folga para cada dia trabalhado nas eleições, sem especificar a data para utilização do benefício. Solicite seu comprovante ao chefe do cartório eleitoral e acerte os dias de folga com o seu empregador.

 

50)Atuei como mesário, mas mudei de emprego. Poderei usufruir os dias de folga previstos em lei nesse novo trabalho?

Não. O direito ao benefício pressupõe a existência de vínculo do emprego à época da convocação. Já nos casos de suspensão ou interrupção do contrato de trabalho ou do vínculo, esse direito poderá ser usufruído se for acordado entre as partes, conforme o artigo 2º da Resolução TSE 22.747/2008.

 

Compartilhar:

Palestra só para mulheres com a Coach Débora Kaefer, hoje no Eco Teatro Very Good.

[/tabs]PARANAGUÁ

O AR – Centro de Estética e Presentes promoverá uma palestra somente para mulheres com a Coach Débora Kaefer. O evento acontecerá hoje, 5 de outubro, às 20h30 no Ecoteatro Very Good, que está localizado na Av. Bento Munhoz da Rocha Neto, Nº 5330, ao lado do Posto Bertioga.

Participará também deste evento a Coach Priscila Cavallin; uma palestra moderna que dará um “up” em todas as mulheres que tiverem interessadas. O valor para entrada da palestra é de R$ 10 reais, que serão revertidos em produtos no final do encontro.

Para nos explicar mais sobre esta palestra, conversamos com a Coach Débora Kaefer nos contara mais a respeito deste evento.

Coach Débora Kaefer

“Será um prazer imenso estar com vocês nesta sexta-feira, dividindo com vocês, conhecimentos, dicas, para que possamos estar utilizando não só na nossa vida conjugue, como também para nós mulheres, no nosso dia a dia, empreendedoras, dona de casa, mães.” Destaca.

Segundo a Coach, as mulheres sempre devem estar inovando e se permitindo a coisas novas. Débora Kaefer trabalha neste segmento de relação de pessoas, casais, para que tenham na sua vida uma prioridade um com o outro. Então convida a todos para este bate papo super especial, para todas as mulheres, que queiram se permitir e inovar na sua vida pessoal e na sua vida a dois.

 

Compartilhar:

Quer conseguir o estágio dos sonhos? Então leia esta matéria e atente-se as nossas dicas

Sabe aquela vaga ao qual sonhamos todos os dias? Te digo que ela não cairá dos céus, portanto, o primeiro passo é sair de casa e procurar por esta vaga.

Imagem: reprodução internet.

Um dos momentos mais importantes para um estudante é procurar a tão sonhada primeira experiência de trabalho. Mas, ao mesmo tempo, não é tão fácil quanto pensamos conseguir uma vaga de estágio naquele emprego dos sonhos. Procurar um estágio não é algo que surge ou cai do céu, procurar é literalmente sair de casa ou buscar formas online de achar um estágio.

Por esta razão, separamos algumas dicas de como você, estudante, pode conseguir um estágio e assim, ter aquele início de carreira profissional, entretanto é necessário que você se atente a alguns detalhes. Acompanhe nossas dicas a baixo.

 

  1. Porque é importante estagiar durante a vida acadêmica?

O estágio é a sua primeira experiência profissional, e passar por ela e extremamente importante pelo fato de que você aprende lições muito importantes enquanto estagia. É no estágio que você desenvolve duas habilidades, aprende como se comportar no ambiente de trabalho, assim como nas redes sociais (falaremos deste comportamento mais para frente).

Portanto, esteja pronto para aceitar as críticas construtivas e lembre-se de que ninguém é perfeito e que sempre erramos, e claro, aprender com nossos erros é essencial para que cresçamos profissionalmente.

 

  1. Procure pela vaga ideal

Sabe aquela vaga ao qual sonhamos todos os dias? Te digo novamente, como já dito no início desta matéria que a vaga não cairá dos céus, portanto, o primeiro passo é sair de casa e procurar por esta vaga. Faça contatos com novas pessoas que trabalham no ramo que tanto quer, se mostre ativo. Esteja engajado com o meio, saiba mostrar que você é um ótimo candidato para aquela vaga, mostre que entende do assunto. Atitude e um ponto muito positivo para quem está procurando um estágio.

Imagem: reprodução internet.
  1. Faça estágio pela sua universidade

Cada vez mais, as universidades estão implantando sistemas e projetos que, engajem seus alunos na indústria, serviços de tecnologia, comércio e outras tantas áreas profissionais. Portanto, tente aquela vaga em algum, projeto da faculdade; esses contatos também nos ajudam assim como dito no item 2 desta matéria, é uma boa escolha para realizar contato, principalmente quando a sua instituição possui contato com outras instituições, pois suas chances de conhecer os profissionais mais bem colocados no seu ramo, pode lhe abrir uma grande porta para o tão sonhado estágio.

 

  1. Use aplicativos e sites

A tecnologia ajudou muito a nossa vida, assim como simplificou diversas atividades diárias, e uma dessas atividades é a procura pelo estágio. Muitas empresas utilizam os serviços prestados por esses aplicativos e sites para fazer o recrutamento de estagiários.

Os sites mais bem cotados para a procura de vagas de estágio e emprego são:

https://www.infojobs.com.br/

https://www.vagas.com.br/

https://www.trabalhabrasil.com.br/

https://www.catho.com.br/

https://www.bne.com.br/

 

  1. Trabalhe em órgãos do governo

Órgãos governamentais também precisam de estagiários para exercer algumas funções, por isso você deve estar atento se no seu município ou estado, estão ofertando alguma vaga. Geralmente essas oportunidades são colocadas nos meios de comunicação do órgão (site), basta você entrar e pesquisar.

Imagem: reprodução internet.
  1. Saiba se comportar nas redes sociais

Tomar cuidado com comentários e postagens nas suas redes é muito importante. Diversos recrutadores pesquisam os perfis dos seus candidatos para ver como eles se comportam na sua vida pública. Uma boa dica, é ter em seu perfil, fotos de projetos sociais aos quais você já participou, isso é um ponto muito positivo, uma vez que trabalhando em projetos sociais, demonstra que você consegue trabalhar em equipe, o que é essencial dentro de uma empresa.

Esperamos ter ajudado a você com algumas dicas, geralmente postamos vagas de emprego em nosso site. Acompanhe e fique por dentro de tudo na nossa Fanpage no facebook: Difusora Mais

 

Compartilhar:

7 dicas para cuidar de uma casa de praia com muito capricho

Conheça alguns cuidados básicos que é necessário ter com a casa de praia antes de ir embora!

Crédito da imagem: pxhere.com

A casa de praia é utilizada para descansar e ter um momento de tranquilidade e conforto, por isso deve estar sempre tudo arrumado e em boas condições de uso. Afinal, ninguém gosta de passar suas férias com problemas, esquentando a cabeça e fugindo do orçamento inicial para a viagem. Sendo assim, é necessário ter alguns cuidados básicos com os elementos utilizados durante o dia a dia: como armários, móveis, utensílios de cozinha, piscina e água.

Pensando nisso, muitas famílias brasileiras optam por fazer uma limpeza geral antes de voltar para casa. Já que, no momento de retornar para o litoral, será mais fácil arrumar as coisas e tirar todo o mofo que fica acumulado por manter as janelas e portas fechadas por muito tempo. Este serviço pode ser feito pelos próprios locatários, leva em torno de 1 hora e não requer de mão de obra especializada. Junte toda a família e distribua as tarefas corretamente, com certeza não irá tomar muito tempo de cada um. Não sabe como começar a limpeza do seu apartamento a venda em Caioba? Muita calma! Nós vamos te ajudar com algumas dicas que separamos exclusivamente para você! Confira todos os detalhes!

Limpeza da caixa de água da casa, como fazer?

A limpeza da caixa de água é muito importante e precisa ser feita periodicamente, principalmente depois de um longo período sem utilizar. Especialistas indicam que este serviço seja feito, pelo menos, a cada 2 ou 3 meses ou ao chegar na casa. Se for possível, desça uma vez para o litoral durante os meses de junho, julho e agosto para conferir que esteja tudo certo.  A não ser utilizada, a caixa durante o inverno, ela tende a perder o cloro e gerar graves problemas para a saúde. A água pode acabar sendo contaminada por bactérias, fungos e algas.

Proteja os móveis da sua casa de praia corretamente

A proteção dos móveis também entra na famosa lista de cuidados com as casas a venda em Caioba, é tão importante quanto à hidratação adequada da caixa de água. Afinal, estas maravilhosas peças também merecem de toda sua atenção para durar por muitos e muitos anos.

Para que isso seja possível e feito corretamente, é necessário conferir algumas dicas essenciais. Entre elas, não deixe os móveis expostos a sol, se for ficar fora de casa por muito tempo, tente manter eles cobertos com lençóis para evitar que molhem ou a madeira estrague. Sempre que chegar ao imóvel, procure retirar toda a poeira e areia que fica acumulada, este passo leva apenas 10 minutos e ajuda a enriquecer o visual. Os eletrodomésticos também precisam ser protegidos, a maresia pode afetar o seu funcionamento e diminuir a sua vida útil.

É preciso lembrar que os móveis que possuem esse problema não são apenas aqueles que estão localizados próximo da praia, mas também aqueles que estão a longas distâncias. Uma vez que, os ventos do litoral são muito fortes.

Cuide muito bem da sua piscina

Ter uma piscina na casa da praia é cada vez mais comum e exigido nas imobiliárias em Curitiba, visto que permite aproveitar mais o dia e curtir um momento agradável com as crianças. Entretanto, para obter todos esses benefícios, é fundamental que seja conservada e mantida em perfeitas condições. Caso contrário, ela pode acabar se tornando um grave problema e atraindo várias doenças. Algumas dicas:

  • Tire todas as folhas e insetos que ficam flutuando dentro da piscina. Isso pode ser feito com uma peneira cata-folhas;
  • Coloque algicida, de preferência aqueles que são específicos para este tipo de atividade;
  • Ao ir embora da praia, procure colocar uma capa impermeável que cubra toda a área da piscina corretamente;
  • Escove o interior da piscina uma vez por mês ou um ou dois dias antes que seja utilizada.

Tenha muita atenção com a roupa de cama

A roupa de cama precisa ser trocada com frequência, tanto do quarto dos adultos quanto das crianças. Muitas vezes, os travesseiros acumulam ácaros e acabam prejudicando as pessoas que sofrem com algum tipo de alergia. Para que isso não aconteça, é indicado que seja colocada uma capa de algodão por dentro e uma capa impermeável por fora. As toalhas de banho também entram neste item tão importante.

Retire o mofo

Não tem como fugir, ao fechar toda a casa depois de umas maravilhosas férias com a família e os amigos, o mofo começa a surgir e se apropriar do espaço. Principalmente, quando há goteiras e acumulam umidade no ambiente. Se não for feita uma limpeza e verificado o talhado e as goteiras, o mofo pode acabar gerando doenças respiratórias. Além disso, assim que voltar para a casa, abra todas as janelas e ventile o espaço.

Preste muita atenção no momento de ir embora

No momento de ir embora, verifique que todos os eletrodomésticos tenham sido desligados corretamente e que a saída do gás esteja fechada. Além disso, tranque todas as janelas e portas da casa, procure deixar tudo organizado e sem bagunça. É indicado que seja colocado alarme de segurança para evitar que algum problema ocorra. Se for possível deixe os vizinhos avisados sobre a sua ausência e passe teu número de telefone para que possam entrar em contato.

Preserve os utensílios

Os utensílios de cozinha devem ser mantidos em gavetas fechadas e secas, isso é essencial para evitar que as peças oxidem. Procure deixar a pia sem louça e o lixo fora de casa, caso contrário, no retorno irá encontrar muitos mosquitos e baratas!

Gostou do artigo? Continue acompanhando nossas postagens e saiba tudo sobre os cuidados com a casa de praia, afinal é necessário que esteja tudo perfeito ao chegar e ir embora do imóvel. Compartilhe em suas redes sociais, certamente irá ajudar muitas pessoas que estão em busca de dicas para manter tudo organizado por mais tempo.

Compartilhar:

Justiça Eleitoral recomenda que eleitor vote cedo neste domingo em Paranaguá para evitar filas

O resultado das Eleições 2018 em Paranaguá deve ser divulgado até 17h45 do domingo (7) de acordo com o planejamento da Justiça Eleitoral, cartório da 5ª Zona, responsável por 44 locais de votação e 378 urnas.

O trabalho envolve 1.212 mesários convocados e treinados para atuar nas sessões eleitorais, que terão ainda 75 urnas de reserva caso surja algum defeito. Outra orientação importante é que o eleitor vote nas primeiras horas, ainda pela manhã, para evitar filas nas sessões eleitorais perto das 17 horas, o que poderia atrasar até mesmo a divulgação do resultado.

As informações foram confirmadas nesta quinta (4) à Difusora Mais FM pelo chefe do cartório da 5ª Zona Eleitoral de Paranaguá, Sérgio Paulo Kawka. Ele também disse que as urnas eletrônicas já estão distribuídas nos locais de votação faltando apenas as urnas que serão utilizadas nas ilhas da baía de Paranaguá, que serão transportadas de barco somente neste sábado (6).

COBERTURA: A Difusora Mais FM terá programação informativa no domingo (7). A cobertura vai das 9h30 às 17 horas e a apuração trará votação dos candidatos do litoral em primeira mão na FM 104.7. O ouvinte terá vários motivos pra ligar o rádio e ficar bem informado com a equipe de jornalismo ao vivo.

Tudo que envolve o pleito com prestação de serviço, unidade móvel circulando pelo litoral e repórteres informando a todo instante o andamento das eleições está na pauta da Difusora Mais FM.

Pela manhã, Anderson Cantarelli comanda no estúdio e informa a movimentação dos locais de votação. Das 13 às 17 horas, o jornalista Alexandre Motta vai ancorar a tarde Difusora Mais, informando a movimentação no Brasil e no Paraná, com prioridade para a informação nas sete cidades do litoral.

Na unidade móvel, Thiago Campos e Larry César farão as reportagens em Paranaguá. E na equipe de apoio Cláudio Rodrigues, Ronaldo Martins e Márcio Guimarães estarão em contato permanente com as outras seis cidades. Na supervisão, o Padre Joaquim Parrom.

APURAÇÃO: O programa ”Apuração Difusora Mais” começa após o encerramento da votação (das 17 às 20 horas) trará resultados, comentários e análises, sempre destacando a votação recebida pelos cerca de 30 candidatos que declaram vontade em representar a região.

Urna à urna, tela a tela a Difusora Mais FM se compromete com os ouvintes, clientes e parceiros a divulgar em primeira mão as informações de interesse nas cidades de Paranaguá, Guaratuba, Matinhos, Pontal do Paraná, Antonina, Morretes e Guaraqueçaba. Os números da eleição nacional e pelos estados também serão informados aos ouvintes, que também podem curtir a Difusora Mais nas mídias digitais (site www.difusoramais.com ; twitter e instagran @difusoramaisfm); e ainda baixando o aplicativo Difusora Mais.

Compartilhar:

Prefeitura investe mais de R$ 700 mil em pavimentação no Jardim Iguaçu e Vila Marinho

São 1.948 metros em asfalto.

Os bairros vizinhos Jardim Iguaçu e a Vila Marinho são localidades populosas e que necessitavam de serviços de infraestrutura urbana. Pensando na melhor qualidade de vida para a população residente nessas localidades, a Prefeitura de Paranaguá está investindo em pavimentação asfáltica em diversas vias nos dois bairros.

São 595 metros de pavimentação na Rua Miguel Scremim, 376 metros na via Miguel Zacharias Pesh, outros 370 metros na Rua dos Jatobás, mais 256 metros na Rua Áurea Pereira Martins. A Travessa Cabreúvas está recebendo pavimentação em seus 240 metros de extensão e Travessa dos Araças, 111 metros. “A extensão total de ruas pavimentadas é de 1.948 metros no Jardim Iguaçu e Vila Marinho”, informa o secretário municipal de Obras, Maikol Nascimento do Amarante. A pavimentação asfáltica conta com a utilização de concreto betuminoso usinado a quente.

“São investimentos com recursos próprios do município que beneficiarão milhares de famílias. Estamos empregando quase R$ 800 mil em melhorias nas duas localidades com um serviço completo com pavimentação e meio-fio”, ressalta o prefeito Marcelo Roque.

Estão sendo investidos R$ 594.887,83 para aplicação de pavimentação asfáltica, R$ 61.946,40 na execução de meio-fio e R$ 132.951,00 para a execução da base de sustentação do pavimento com bica corrida.

Fonte: Prefeitura de Paranaguá

Compartilhar:

Lei Seca: Paraná está livre da mesma nessas eleições

No estado do Paraná, saiu uma liminar na Justiça, que concedeu a venda das bebidas alcoólicas nessas eleições.

Foto: reprodução internet.

Nas últimas eleições, muitos estados brasileiros optaram por não liberar o consumo de bebidas alcoólicas, porém, com o passar dos anos e o aumento na procura do turismo no país, vários estados começaram a optar por liberar ou não o consumo. Mas e nessas eleições? Pode beber? Fique tranquilo que te esclareceremos essa dúvida.

No estado do Paraná, saiu uma liminar na Justiça, que concedeu a venda das bebidas alcoólicas nessas eleições, à pedido da Associação de Bares e Casas Noturnas no Paraná (Abrabar – PR) e pelo Sindicato das Empresas de Gastronomia, Entretenimento e Similares de Curitiba (SindiAbrabar).

Segundo o site Tribuna do Paraná Em ofício enviado à Secretaria da Segurança Pública do Estado no último dia 12 de setembro, Fabio Aguayo, tinha solicitado a liberação total da venda de bebidas. Nas eleições de 2016, a portaria foi editada e a Abrabar-PR entrou com liminar na justiça, conseguindo a suspensão da medida.

Compartilhar:

Horário de Verão iniciará no dia 18 de novembro, após o ENEM

As provas do ENEM estão marcadas para o dia 4 e 11 de novembro em todo o Brasil.

Há exatamente um mês para acontecer as provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), o governo resolveu adiar o início do horário de verão, neste caso, o mesmo iniciará no dia 18 de novembro. A nota ainda será publicada no Diário Oficial da União, entretanto, não houve mudanças para o dia de término do horário de verão, que termina no terceiro domingo de fevereiro.

A parte boa é que os estudantes, segundo o Ministro da Educação Rosseli Soares, terão mais tranquilidade ao realizar as provas; esse pedido foi feito pelo próprio Ministério da Educação e foi encaminhado ao Presidente da República.

 

Atenção para as datas

As provas do ENEM estão marcadas para o dia 4 e 11 de novembro em todo o Brasil. A previsão é que 5,5 milhões de estudantes participantes.

Compartilhar: