admin

Múmia desconhecida de mais de 2 mil anos intriga arqueólogos

É o maior sarcófago já encontrado na região de Alexandria no Egito.

Dimensões do sarcófago impressionaram especialistas: tem mais de 2 metros de altura. / Foto: BBC Brasil.

A descoberta intriga os especialistas pelas dimensões do túmulo e por ele parecer estar intacto há mais de 2 mil anos – ao contrário de outros do antigo Egito que, ao longo dos séculos, foram saqueados e danificados. O anúncio foi feito pelo secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades egípcio, Mostafa Waziri.

O sarcófago de granito preto, com 1,85 metros de altura, 2,65 metros de comprimento e 1,65 metros de largura, foi encontrado em uma tumba a 5 metros de profundidade. Uma cabeça de homem esculpida em alabastro também foi encontrada no local. Segundo o Ministério de Antiguidades egípcio, o objeto provavelmente retrata o dono do túmulo, que ainda não foi identificado – de acordo com especialistas, possivelmente se tratava de um nobre daquele período.

A descoberta foi feita por uma missão de arqueólogos do Conselho Supremo de Antiguidades do Egito durante escavações para inspecionar o terreno de um morador de Alexandria – ele pretendia fazer os alicerces de uma construção na área. Acredita-se que o túmulo remonte ao período ptolemaico, que começou após a morte de Alexandre, o Grande, em 305 a.C. e durou até 30 a.C, quando a rainha Cleópatra 7ª foi derrotada e o Egito se tornou província do Império Romano.

Cabeça esculpida em mármore também foi encontrada nas escavações e possivelmente retrata o homem enterrado no local. / Foto: BBC Brasil.

“Há uma camada de argamassa entre a tampa e o corpo do sarcófago, indicando que ele não é aberto desde que foi lacrado na antiguidade”, diz Ayman Ashmawy, o chefe do Setor de Antiguidades do Egito Antigo, em uma mensagem postada pelo Ministério de Antiguidades do Egito, em seu perfil oficial no Facebook. Agora, o túmulo está sob vigilância enquanto especialistas se preparam para descobrir o que há exatamente dentro do sarcófago.

“Esperamos que este túmulo seja de um dos altos dignitários do período”, disse Ashmawy, em entrevista publicada no jornal britânico The Guardian. “A cabeça de alabastro é provavelmente a de um nobre em Alexandria. Quando abrirmos o sarcófago, esperamos encontrar dentro dele objetos intactos, o que nos ajudará a identificar essa pessoa e a posição que ocupava”, acrescentou.

Sarcófago de granito preto com 1,85 metros de altura, 2,65 metros de comprimento e 1,65 metros de largura está a 5 metros de profundidade. / Foto: BBC Brasil.

Ashmawy observa que abrir o sarcófago pela primeira vez é um trabalho delicado e que possivelmente isso será feito no próprio local, dadas as dificuldades de movê-lo para um museu, por exemplo.

“São cinco metros de profundidade e a coisa toda pesa mais de 30 toneladas. A tampa sozinha tem 15 toneladas”, exemplificou ele, ainda na entrevista ao Guardian.

Uma equipe de engenheiros deverá visitar o local nas próximas semanas. A expectativa é que forneçam os equipamentos e suportes necessários para que a tampa do sarcófago seja removida. Especialistas em mumificação e restauração também devem participar da abertura do túmulo para garantir que o conteúdo seja preservado.

Compartilhar:

E se um exame de sangue fosse capazes de identificar o tempo vital de uma pessoa? Pois isso está prestes a ser possível

Os estudos estão sendo desenvolvidos pela Universidade de Yale nos Estados Unidos.

Duas pessoas podem ter 50 anos e expectativas de vida completamente diferentes, segundo pesquisadores de Yale. Um exame de sangue promete calcular a idade das pessoas com base no funcionamento do organismo e, com isso, prever o risco de morte e quantos anos, em média, elas devem viver. / Foto: BBC Brasil.

Você já pensou na possibilidade de fazer um exame para saber quanto tempo de vida você ainda tem chances de ter? Pois é isso que cientistas da Universidade Yale nos Estados Unidos desenvolveram, um exame de sangue capaz de identificar a expectativa de vida das pessoas usando como base a idade fisiológica do funcionamento do organismo.

“Dois indivíduos podem ter 50 anos em termos cronológicos, mas um deles pode ter o mesmo risco de morrer de alguém de 55 anos, enquanto o outro tem o mesmo risco de morrer de alguém de 45 anos”, explicam os pesquisadores Zuyun Liu, Pei-lun Kuo, Steve Horvath, Eileen Crimmins, Luigi Ferruci e Morgan Levine, no estudo publicado na revista científica Biorxiv.

Para esse estudo, os cientistas utilizaram os chamados “marcadores bilógicos” ou “biomarcadores” como indicadores para o funcionamento normal ou patológico do organismo. Esses marcadores conseguem identificar o funcionamento de órgãos, genes e proteínas. Para criar o teste, foram observados 42 aspectos de uma amostra de sangue, entre as quais número de células brancas, nível de glicose e de albumina. A metodologia foi aplicada em 11.432 pessoas, que foram acompanhadas durante 12 anos e meio. Durante esse período, 871 morreram.

A partir de exames de sangue e do acompanhamento para verificar quando morreriam ou desenvolveriam doenças, foi possível calcular a expectativa de vida e a taxa de mortalidade para cada grupo de “idade fisiológica”.

Em uma entrevista à BBC News Brasil, a professora de Patologia da Universidade de Yale, Morgan Levine, coautora dos estudos, disse que os resultados obtidos foram mais precisos que o de outros testes que estavam sendo desenvolvidos que levam em conta a idade cronológica ou apenas um marcador biológico.

A professora da Universidade de Yale Morgan Levine nega que o estudo possa ser usado por seguradoras para cobrar taxas maiores dos clientes. / Foto: BBC Brasil.

“A idade fisiológica alcançou quase 90% de precisão em estimar se uma pessoa viveria mais 10 anos ou não. Mas é importante destacar que esse cálculo é relacionado apenas a causas de morte relacionadas ao envelhecimento (surgimento de doenças crônicas, como diabetes e cardiopatias, por exemplo). Obviamente, não consideramos mortes acidentais, suicídio e homicídios”, afirmou.

A expectativa das mulheres de 65 anos que foram classificadas como saudáveis – por terem idade fisiológica equivalente à cronológica – era de 87 anos. Já as mulheres da mesma idade classificadas como tendo idade fisiológica avançada apresentaram uma expectativa média de vida de 78 anos – quase dez anos menos. No caso dos homens, os saudáveis tinham expectativa de vida de 84 anos enquanto os com idade fisiológica bem mais avançada que a idade cronológica só viveriam, em média, até os 76 anos.

“A idade fisiológica é um indicador melhor de expectativa de vida do que a idade cronológica. Atualmente, a expectativa média de vida de um homem de 65 anos nos Estados Unidos é de 84,3 anos. Mas, com essa nova metodologia, podemos calcular uma expectativa média de vida mais personalizada, baseada tanto na idade cronológica quanto na idade fisiológica”, explica Morgan Levine.

Mas será que os planos de saúde não podem se aproveitar desta situação? Segundo a pesquisadora não: “Eu não acredito que o exame será usado pela indústria de saúde, porque o teste não é específico a uma doença (não prevê o risco de a pessoa desenvolver uma doença ou outra especificamente). A obesidade, por exemplo, tem grandes consequências à saúde, mas não é usada para calcular a taxa do plano ou para negar um contrato”, exemplifica.

Compartilhar:

Dia 22 acontece a 4ª Caminhada na Natureza

A caminhada, além de oferecer um passeio inesquecível, também incentiva o turismo rural e a comercialização dos produtos feitos pelos moradores da Serra da Prata.

A Associação dos Produtores Rurais de Paranaguá promove a 4ª Caminhada na Natureza que conta com apoio da Prefeitura de Paranaguá.

As inscrições estão abertas para participar do Circuito Serra da Prata que terá 10 km de percurso pela zona rural de Paranaguá e devem ser feitas até o dia 21. Entrando no link http://www.circuitoserradaprata.com.br/inscricoes.html, os interessados podem fazer a inscrição optando por café da manhã e almoço, ou apenas um dos dois. Também tem camiseta do evento que pode ser adquirida pelos participantes.

A Caminhada Circuito Serra da Prata irá ocorrer na área rural do Município de Paranaguá e envolverá diretamente duas comunidades agrícolas: Colônia Quintilha e Colônia Maria Luísa. Destacam-se no percurso: cachoeira, ruínas de antigo Alambique, antiga Igreja Católica de Madeira, além da fantástica paisagem da Serra da Prata.

O evento contará com alimentação:

Café da Manhã: Típico da região, servindo café, leite, pão caseiro, geleias, queijos, bolo, bolacha, frutas. Todos os itens produzidos pelas agroindústrias locais. Valor R$: 10,00/ pessoa. Horário: 07:00

Almoço: Típico da região, servindo Galeto Assado, aipim frito, polenta, macarrão caseiro (com duas opções de molhos); saladas, arroz, nhoque de aipim. Valor R$: 25,00/pessoa. Horário: 11:30

Crianças até 05 anos são isentas das taxas de alimentação e crianças até 09 anos pagam metade dos valores de alimentação.

O evento tem objetivo possibilitar aos visitantes um dia inesquecível onde os caminhantes podem contemplar as belezas, os sabores e os sabres do entorno da Serra da Prata. Para deixar a caminhada mais interessante, foram distribuídas ao longo do caminho, diversas placas de identificação de espécies de plantas e também identificam as propriedades.

 

Fonte: Prefeitura de Paranaguá.

 

 

Compartilhar:

Instalações modernas qualidade e preço baixo esperam por Você no novo Mercado Costa

Com foco na qualidade, variedade e atendimento personalizado o Mercado Costa apresenta suas novas instalações.

 

Mercado Costa vem inovando, novas instalações, espaço amplo e novidades todos os dias. Situado em Paranaguá, mais precisamente no bairro Vila dos Comerciários, foi montada uma estrutura clean e moderna para atender com qualidade os moradores da região.

Recebemos em nossos estúdios o Ricardo Costa e a Adriana Costa proprietários do Mercado Costa que estarão a partir de agora em nossa grade.

A história do mercado Costa começou quando eles ainda trabalhavam em uma distribuidora de carnes, onde atendiam cozinhas industriais e restaurantes. Ao fazerem mudança para o bairro Nilson Neves, montaram um mini mercado e querendo crescer partiram um tempo depois para a Vila dos Comerciários.

Claudio Rodrigues, Ricardo Costa, Adriana Costa e Larry Cesar nos estúdios da Rádio Difusora Mais FM 104.7.

“Graças a Deus estamos tendo um retorno muito satisfatório, a população nos recebeu de braços abertos.” Afirma Ricardo.

Agora com ótima estrutura e com um excelente quadro de funcionários, os proprietários do mercado Costa querem ainda mais ampliar seus negócios, levando a qualidade dos seus produtos e preços diretamente pelo seu rádio.

A equipe da Rádio Difusora Mais esteve visitando as instalações na tarde desta quinta-feira (12) e viu que realmente a estrutura conta com um espaço amplo e em ótimas condições, tanto na parte do açougue, padaria, hortifrúti e todos os dias o supermercado contará com ofertas atraentes.

“Você morador próximo a região da Vila dos Comerciários, vocês irão se surpreender com o mercado Costa, temos muitos projetos que serão realizados. Um atrativo para você cliente, aos domingos vendemos costela assada, frangos, linguiças, tudo isso para nossos clientes terem um domingo saboroso, tranquilo e econômico.” Destaca Ricardo Costa.

A equipe do Mercado convida todos os ouvintes de Paranaguá e região para conhecer as instalações, “Vocês vão se surpreender.” Destaca Ricardo.

Compartilhar:

CNH digital passa a ser obrigatória em todo o país

Com a versão virtual, o motorista poderá acessar o documento pelo celular e evitar multas, principalmente quando esquecer a carteira em casa.

Passou a ser obrigatória nesta segunda-feira 2 a emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) Digital por todas as unidades da Federação, segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O uso da versão digital é opcional e a impressa continuará sendo emitida. Para solicitar a carteira digital, é necessário ter o modelo atual do documento em papel, emitido a partir de maio de 2017, com QR Code na parte interna.

Quem não tem o modelo novo precisa atualizar a CNH tradicional primeiro antes de pedir a virtual.

Não é obrigatório ter certificado digital (assinatura eletrônica com a mesma validade da assinatura física), mas quem não tiver deverá ir a uma unidade do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) para confirmar os dados pessoais.

Vale destacar que o aplicativo da CHN Digital é gratuito, mas cabe a cada estado decidir se cobrará ou não pela emissão do documento. A maioria dos estados já oferecia a CNH Digital antes da obrigatoriedade, com exceção de Bahia e Pará. Como obter a CNH-e

A carteira virtual funciona como um aplicativo de celular e pode ser baixada nas lojas oficiais da Apple (IOS) e do Google (Android).

Com o app instalado, o próximo passo é escolher entre usar um certificado digital (pago), que permitirá realizar todo o processo pela internet, ou então procurar um posto do Detran da sua cidade para se cadastrar.

É necessário efetuar o cadastro no Portal de Serviços do Denatran. O mesmo será ativado por meio de um link enviado para o e-mail cadastrado pelo usuário. Posteriormente, o motorista deverá realizar o login no aparelho que deseja ter sua CNH digital.

O aplicativo terá outras funções?

Sim. Pelo app será possível consultar a pontuação e ser avisado da proximidade do vencimento da carteira. Também permitirá exportar e compartilhar o arquivo da CNH (por e-mail e até WhatsApp) para usar em situações que exigem um documento autenticado.

Novo modelo impresso com QR Code, que foi lançado em maio de 2017.
Divulgação/ Detran-RO

E se roubarem meu celular?

O Ministério das Cidades garante que não há risco de acesso às informações do usuário, que estaria protegido por um sistema criptográfico.

Mesmo assim, em caso de furto ou roubo, o usuário deve acessar o Portal de Serviços do Denatran com o certificado digital e solicitar o bloqueio remoto. Caso não tenha o certificado, o bloqueio deverá ser feito em algum posto do Detran.

A CNH-e funciona quando sem sinal de internet?

Sim, a conexão será necessária apenas no primeiro acesso. Depois, o documento estará disponível offline. Será necessário apenas uma senha de 4 dígitos para abrir CNH digital.

Acaba a multa para quem esquecer a CNH impressa?

Se durante uma abordagem por agentes de trânsito o celular estiver sem bateria ou a aplicação não funcionar, será considerado que o motorista não estava portando a CNH. Por isso, a orientação do Detran é que os condutores continuem com o documento físico na carteira.

Vale lembrar que não portar a carteira de motorista ao dirigir (seja digital ou impressa) é considerado infração leve, com multa de de R$ 88,38, inclusão de 3 pontos na CNH e retenção do veículo até a apresentação do documento. Agora, dirigir sem estar habilitado é classificado como infração gravíssima, com multa triplicada, no valor de R$ 880,41.

Compartilhar:

Ministro do Meio Ambiente recebe Secretário de Meio Ambiente de Paranaguá em Brasília

Primeira vez na história que Ministro recebe o secretário de Meio Ambiente de Paranaguá

Foto: Prefeitura de Paranaguá.

Na manhã desta quinta-feira, 12, o secretário municipal de Meio Ambiente, Raphael Rolim de Moura, participou de audiência com o ministro do Meio Ambiente, Edson Duarte, em Brasília.

Raphael Rolim tratou de diversos temas ambientais do Paraná e principalmente do litoral. O Ministro Edson Duarte ficou impressionado com a apresentação do trabalho realizado pela Secretaria de Meio Ambiente de Paranaguá nestes 18 meses de gestão.

“Percebemos aqui no Ministério que Paranaguá tem ganhado muito em ter como secretário um gestor técnico da área ambiental que desenvolve as políticas do município com conhecimento e dedicação. Envio um abraço ao prefeito Marcelo Roque com quem tive o prazer de estar em alguns eventos e desejo que a sua gestão continue tendo sucesso na implantação de políticas públicas estruturantes para os parnanguaras”, disse o Ministro.

O secretário da pasta agradeceu a oportunidade da audiência. “O Ministro Edson Duarte foi muito solícito às demandas vinculadas à preservação e conservação do nosso maior patrimônio que é o natural e gostou muito de saber das políticas públicas ambientais que temos desenvolvido no município”, destacou Raphael de Moura.

Compartilhar:

Mercado de criação de Games cresce no Brasil

Neste ano que acaba de se encerrar, o nosso país ficou no 13º lugar no ranking das empresas que mais geram receita no setor.

A criação de games está em expansão no país. E esse é mais um campo para a publicidade trabalhar conteúdos de marca que envolvem o público com alto engajamento. O número de estúdios de desenvolvimento de games no Brasil mais do que dobrou de 2013 a 2018, passando de 142 para 375. Os dados são do 2º Censo da Indústria Brasileira de Jogos Digitais apresentado pelo o Ministério da Cultura durante o Brazil’s Independent Games Festival (BIG Festival). O evento foi realizado na semana passada no Rio de Janeiro e São Paulo.

Segundo a pesquisa, feita pela empresa Homo Ludens, somente nos últimos dois anos foram produzidos 1.718 jogos no País, 43% deles desenvolvidos para dispositivos móveis, como celulares, 24% para computadores, 10% para plataformas de realidade virtual e realidade virtual aumentada e 5% para consoles de videogame.

O espaço para a publicidade no conteúdo dos jogos pode ser criado desde a sua concepção. O game, quando construído a partir de um conceito de marca e dentro de um contexto que faça sentido para o público, multiplica as possibilidades de conexão e envolvimento. É capaz de trazer o target para dentro do universo da marca.

De acordo com informações do Global Games Market Report 2017, estudo da Newzoo sobre o mercado internacional de jogos eletrônicos, o Brasil está se destacando por aí. O ano dos games brasileiros

Para Mariana Gomes, gestora de projetos da Apex Brasil, 2017 foi “o ano dos games brasileiros”, com lançamentos acontecendo a torto e a direito neste período em que editais forneceram R$ 20 milhões em recursos para criadores de games. “O primeiro edital da Ancine totalizou R$ 10 milhões e apoiou 25 jogos em três categorias diferentes. Com o outro edital que está rodando [da Finep], no mesmo valor, vêm aí mais 25 jogos. O dinheiro da Ancine entrou para o desenvolvimento dos jogos, e o da Finep para fortalecer as empresas”, declarou.

Ainda segundo Mariana, os games brazucas se enquadram na classificação “indie games”, com recursos mais modestos para seu desenvolvimento, enquanto os jogos produzidos por estúdios de grande porte, com bastante dinheiro investido, são do tipo “triple A”. Mas, ainda assim, os jogos brasileiros têm apresentado bom desempenho no mercado internacional, com “exemplos clássicos como o estúdio de Porto Alegre chamado Aquiris Game Studio, que lançou o Horizon Chase, jogo de corrida de carros vintage”. Outro game de destaque desenvolvido pelo estúdio gaúcho foi o Ballistic Overkill, com jogabilidade em primeira pessoa.

Além disso, jogos educativos também se destacam, como o Enem Game, criado pela Mito Games. O jogo fornece recompensas para quem acertar perguntas relacionadas ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e seu sucesso despertou o interesse de investidores gringos.

Compartilhar:

Concurso para médicos reguladores do Samu será realizado pela Cislipa

Elas podem ser feitas somente pelo site www.fafipa.org/concurso.

O Consórcio Intermunicipal de Saúde do Litoral do Paraná (Cislipa) abre na próxima terça-feira (17) o período de inscrições para concurso visando a contratação de médico regulador/intervencionista, para atuar no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

O período de inscrições segue até 23h59 de 5 de agosto. São duas vagas e o salário base é de R$ 8.573,88, além de mais gratificação de atividade de saúde no valor de R$ 600 e auxílios alimentação de R$ 300 e de transporte e adicionais (noturno e de insalubridade) na forma da lei.

A carga horária é de 24 horas. O regime de contratação será celetista e se dará caso haja demanda de novas contratações, já que são para cadastro de reserva. As provas serão realizadas no dia 26 de agosto. A Unespar Campus Paranavaí é a responsável pela realização do concurso.

O prefeito Marcelo Roque, que preside o Cislipa, destacou a importância do concurso para o preenchimento de vagas do cadastro de reserva. “Pedimos aos profissionais médicos que se inscrevam. Esse concurso demonstra que fazemos os ajustes necessários para que a população do litoral tenha atendimento de qualidade se houver situações de urgência e emergência”, destacou o prefeito.

 

Fonte: Prefeitura de Paranaguá.

Compartilhar:

63 anos de rádio, Amilton Aquim fala de sua trajetória “A Difusora faz parte da minha família.”

Um trabalho feito com amor pelo rádio, pela comunicação e pelo ouvinte que dura 63 anos de muita experiência e muita história para contar.

Claudio Rodrigues, Amilton Aquim e Larry Cesar nos estúdios da rádio Difusora Mais FM 104.7.

Amilton Aquim, conta com simplicidade e ousadia, sua trajetória como um dos pioneiros na radiodifusão no Estado do Paraná. Um trabalho que dura desde 1955, anos de muito amor e carinho pela comunicação e acompanhou todo o processo de modernização da Rádio Difusora Mais e que hoje se despede do programa Sala de Visitas, mas pretende voltar a suas atividades logo que possível, porque como o mesmo disse: “A rádio faz parte da minha família.”.

Recebemos em nossos estúdios o Sr. Amilton Aquim que já está a muitos anos trabalhando no ramo da comunicação, pois entrou em 1955 no dia 25 de março, quando a Rádio Difusora Mais ainda não era católica e mostrou ao parnanguara um novo jeito de fazer rádio.

“A emissora começou a ser católica por causa do Mário Micoksz, ao qual tenho um carinho enorme e fui até padrinho do seu casamento e o tenho como irmão.” Afirma Amilton Aquim.

Além de terem iniciado com um novo projeto na rádio, acompanharam também a todas as mudanças que nelas ocorreram, principalmente em relação aos equipamentos que conforme os avanços dos anos, foram mudando e tornando-se melhores, então, com o aumento no ramo tecnológico surgiu, anos mais tarde, a televisão que inclusive, levou a muitas pessoas pensarem que a era do rádio iria acabar.

“Ao surgir a televisão falaram que o rádio iria acabar, porém aconteceu o contrário, o rádio manteve a mesma audiência porque o mesmo é companheiro de todas as horas, eu por exemplo, sou muito mais ‘vidrado’ ao rádio do que a televisão. Quando chego em minha casa, a primeira coisa que faço é ligar o rádio, inclusive na hora de dormir. Coloco o fone de ouvido para não atrapalhar minha esposa e escuto as rádios do país.” Destaca o radialista.

Claudio Rodrigues, Mário Micoksz, Cesar, Amilton Aquim e Larry Cesar nos estúdios da Rádio Difusora Mais FM 104.7.

Amilton enfatiza o seu amor pelo rádio, explica que em sua época o radialista trabalhava com dois toca discos, era assim que funcionava o rádio e diz que sente saudades desse tempo mas, ao mesmo tempo que sente saudades, demonstra felicidade por ver que agora, a Rádio Difusora Mais FM alcança todas as cidades do litoral e mais 25 cidades.

“Agora os ouvintes sintonizam na Difusora, antes quando AM, não pegava em Morretes e nem em Antonina e hoje a rádio alcança em Curitiba, litoral catarinense e litoral paulista. Sinto saudades da rádio de antigamente, sinto sim, mas fico ao mesmo tempo feliz, porque tudo mudou para a melhor.” Enfatiza Amilton Aquim.

Sr. Amilton, além de radialista, afirma que fazia comentário esportivo, operava mesa de som e toda a sua operação que acontecia manualmente. Ao fazer todo esse processo de migração da rádio de AM para FM, ocorreram muitas mudanças tecnológicas no nosso sistema, que fizeram com que a rádio melhorasse ainda mais e mesmo assim, na época do Sr. Amilton, por mais que a aparelhagem, olhando com os olhos de hoje, simples e antiga, era uma das melhores aparelhagens da época. Segundo o radialista, quando a rádio completou 50 anos, o mesmo fez um registro da história da rádio que está hoje, guardado nos anais da empresa.

“A Difusora é o complemento do meu lar, por tudo o que eu fiz aqui. Tenho uma gratidão por essa rádio, imensa, pelos diretores que já passaram por aqui, todos os colaboradores, são pessoas que eu construí uma amizade, que mesmo fora do horário de trabalho ficávamos na emissora e tínhamos uma mesa de pebolim, onde ficávamos jogando quando não estávamos no trabalho, conversando e brincando, todos juntos, era eu, Celso Chichorro, Antônio Pioli, José Lucio do Rosário, o próprio Ludovico e nos divertíamos muito.”

Mario Micoksz já foi diretor da Difusora entre os anos de 1985 a 2004 e segundo o Sr. Amilton Aquim, fez seu trabalho com excelência. Hoje Mário está aposentado mas ainda comanda o Jornal da Manhã com Larry Cesar e Marcio Guimarães. “Inclusive o Larry Cesar é cria do nosso tempo e também o Mauro Júnior que eu o coloquei no ramo esportivo e hoje é um dos nossos melhores comunicadores.” Indaga o radialista com felicidade.

“Qualquer hora que a Difusora quiser que eu faça uma participação, eu venho com todo o prazer e carinho no coração e gostaria de fazer um rápido aviso, como todos sabem eu tenho um carinho enorme pelos meus ouvintes, eu aprendi a admirar e respeitar o meu ouvinte e gostaria de avisar que o programa ‘Sala de Visitas’ não irá mais ao ar a partir do domingo, pois ocorreram alguns problemas e gostaria de estar comunicando aos meus ouvintes, que a partir de domingo, vou reforçar o aviso, não terá mais o programa ‘Sala de Visitas’ que, por enquanto não vai ao ar e estamos trabalhando para que o programa volte o mais rápido possível, com um novo patrocínio, um novo jeito e se Deus quiser, vamos conseguir e agradeço a audiência do público e a confiança do ouvinte.” Salienta Amilton que terminou agradecendo a toda equipe da Rádio Difusora Mais FM, pelo carinho que sempre recebeu aqui na emissora.

Compartilhar:

Representando Paranaguá Robert Dias vence campeonato paranaense de fisiculturismo

Foco e determinação foram a chave para a porta do tão sonhado 1º lugar.

 

Participar de um campeonato paranaense de fisiculturismo, ganhar em primeiro lugar e ainda trazer esse título a Paranaguá parece um sonho não é mesmo? Mas foi isso mesmo que aconteceu com o atleta representando a cidade de Paranaguá de fisiculturismo Robert Dias da Silva, que com muita garra e determinação conseguiu alcançar seus objetivos no concurso e ainda garantir uma vaga para o campeonato brasileiro.

Recebemos em nossos estúdios o Parnanguara e Campeão Paranaense de Fisiculturismo na categoria Men´s Physique Sênior até 179cm, Robert Dias da Silva, que compartilhou com a equipe da Rádio Difusora Mais a sua história.

“São três anos de esforços e ainda com a pesagem, que para você conseguir participar deve estar no peso correto e faltando uma semana  para a competição eu precisava me hidratar mais do que o normal, estar com o peso lá em cima, foi difícil, tive muitos altos e baixos na minha vida, no meu primeiro ano de competição tentei alcançar o peso mas não consegui, no segundo ano foi mais complicado ainda, mas não desisti e a academia nunca me abandonou, na Ilha do Mel trabalhava das 08h até às 21h e depois ainda corria mais 2km.” Afirma o Campeão Robert Dias.

Essa é uma daquelas histórias de superação do esporte, temos um campeão paranaense de fisiculturismo que com muita garra alcançou seus objetivos. E no dia primeiro de novembro do ano passado, o atleta começou a trabalhar na Churrascaria dos Amigos e conversou com o patrão que deu total apoio Robert que, para conseguir alcançar o peso da prova, precisou comer 300 gramas de arroz a cada três horas e como o mesmo não tem tendência a engordar, tonava-se mais difícil, afinal, o atleta deveria comer muito para conseguir alcançar o peso ideal para competir.

“Foi difícil porque chegar a 90 quilos uma pessoa que tem em média 82 quilos é muita coisa, mas graças a Deus dia 1º de maio, com muita força de vontade e fui então a Curitiba participar do campeonato, que é muito grande e possuía participação de pessoas de diversas partes do país.” Relata Robert.

Sobre o Prêmio

Robert nos contou que isso foi um sonho realizado na sua vida, foi no concurso a primeira vez para conhecer e seu treinador notou sua força de vontade e assim esse ano conseguiu conquistar seu lugar no pódio: “Para quem não conhece o esporte, tive que tomar 12 litros de água no domingo, na segunda-feira foram 10 litros, na terça 8, na quarta-feira 6, quinta-feira 2, porque precisamos chegar no dia da pesagem o mais desidratado possível, porque quanto mais desidratado a definição do corpo aparece melhor.” Destaca.

São avaliados nessa competição o formato em “V” que o corpo deve formar, com ombros largos e cintura fina destacando o abdômen, a beleza, o carisma, o sorriso, fazer as poses corretas para mostrar a definição correta do corpo.

Claudio Rodrigues, Robert Dias e Larry Cesar nos estúdios da Rádio Difusora Mais FM 104.7.

“Eu estou muito feliz, agora está havendo a valorização do campeonato e eu ganhei o primeiro lugar na minha categoria e existem cinco categorias, no final cada uma terá o seu ganhador e as mesmas são divididas por altura, sendo assim, quando todas tiverem o seu primeiro lugar, haverá uma competição entre os campeões de cada categoria. Agora estão planejando em montar uma equipe brasileira para competir no campeonato sul-americano que está sendo criado.”

Por isso, devemos estimular o esporte, para que cada dia mais formemos grandes campeões parnanguaras, paranaenses, brasileiros e porque não, mundiais?

Compartilhar: