Santuário do Rocio passa por uma grande Restauração

Nova campanha é pela restauração dos bancos da igreja. Uma ação que precisa da colaboração de todos. Muitas melhorias estão sendo feitas na igreja e no entorno do Santuário do Rocio

Parte dos bancos já foram levados para restauro.

O Santuário da Padroeira do Paraná, Nossa Senhora do Rocio, tem recebido várias melhorias graças à ajuda dos fiéis e devotos que desejam ver a “Casa da Mãe” bem cuidada e restaurada. Nesses últimos doze meses a igreja passou pela restauração das paredes exteriores e pintura recuperando a cor original. Houve a reforma completa do telhado e a aquisição do novo sistema de som e o conserto dos vitrais da Igreja. Nesse mesmo período está sendo reformado o Centro Social e o Centro de Pastoral para acolher melhor os romeiros e à comunidade que utiliza estes espaços.

Esta semana foi lançada a campanha para a restauração e a colocação de almofadas nos bancos. O restauro de cada banco custa 500 reais e o estofamento do assento e do encosto mais 500, totalizando mil reais cada banco. A Igreja de Nossa Senhora do Rocio tem 94 bancos, sendo necessário para essa campanha o valor de 94 mil reais.

Um modelo do banco restaurado já está à mostra e comprova que com a reforma os bancos ficarão como novos e em formato anatômico, trazendo mais conforto às pessoas. Os bancos têm valor histórico. Na visão ecológica é correto aproveitar a madeira com a qual foram feitos. Por isso, o conselho pastoral aprovou a opção de restauro em vez da compra de novos bancos.

Seminarista Diogo Santana e Padre Joaquim Parron, sentados em um dos bancos restaurados.

Foi formada uma comissão para promover a “Campanha para os bancos do Rocio” e arrecadar fundos para pagar toda a despesa da restauração. A comissão é formada por um grupo de casais voluntários que contam com a boa vontade da comunidade, dos devotos e de todos que gostam do Santuário. A ajuda para este restauro faz parte do sentimento de “Cuidar da Casa da Mãe do Rocio”.

Os Redentoristas, Padre Joaquim Parron e Irmão Jorge Tarachuque, com sua equipe, tem firmado a proposta da igreja manter o seu valor religioso e histórico. Toda a restauração externa e interna obedece ao critério de valorizar a estética original, a cultura religiosa, o conforto e o bem-estar das pessoas que vêm ao santuário adorar Jesus Cristo e manifestar o amor a Santa Mãe do Rocio.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *