Promotoria de Antonina e Gaeco de Curitiba deflagram operação para apurar fraude em licitações municipais

 
A Promotoria de Justiça de Antonina, no Litoral do estado, e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Curitiba deflagraram na manhã desta terça-feira, 22 de agosto, a Operação Proclamador, que investiga fraude a licitações da administração municipal da cidade litorânea. Foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão e apresentadas seis notificações para comparecimento à Promotoria para esclarecimentos.

De acordo com o Ministério Público, a investigação apura a criação de empresas fantasmas para participação em processos licitatórios do Município, ou para oferta de orçamentos em caso de contratos com dispensa de licitação. Essas empresas seriam criadas para dar aparência de competição real, quando, segundo o que foi apurado, o resultado já estaria previamente dirigido. Há indícios, inclusive, de que uma delas pertenceria a servidores públicos municipais de Antonina.

Foram cumpridos oito mandados em Antonina (no Setor de Licitações e na Secretaria de Obras e Planejamento do Município, além da Câmara Municipal e residências), e os demais em São José dos Pinhais, Pontal do Paraná e Curitiba.

 

 

Acompanhe a entrevista do Coordenador Estadual do Gaeco Leonir Batisti sobre a Operação Proclamador no Almoço com Noticias.

MPPR + Redação

 

  
Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *